O From Start-to-Table, programa de aceleração da Startup Lisboa para ‘startups’ ligadas ao ecossistema da restauração, tem candidaturas abertas para mais uma edição.

Este ano, um dos objetivos é alargar o âmbito do programa e desenvolver a comunidade de foodtech ao longo do ano. As candidaturas estão abertas até ao dia 25 de setembro e os vencedores de cada categoria ganham 10 mil euros.

Podem candidatar-se pessoas ou ‘startups’ (constituídas há menos de cinco anos), portuguesas ou estrangeiras, que tenham um projeto de tecnologia para a restauração ou novos produtos desde que tragam inovação ao setor, alinhados com objetivos de sustentabilidade ambiental, social e económica.

Numa primeira fase, os projetos pré-selecionados serão apresentados a um júri que escolherá até 20 equipas para integrarem o programa.

Ao longo de oito semanas, as ‘startups’ finalistas vão trabalhar na prototipagem e validação do seu produto e terão acesso a um amplo painel de especialistas, mentores e investidores do setor e representantes do ecossistema da restauração em Portugal, que são fundamentais para a concretização do programa, entre eles a AHRESP e contando também com o apoio institucional do Turismo de Portugal.

A novidade para este ano é a aposta no desenvolvimento da comunidade do From Start-To-Table através do lançamento de um programa de softlanding que apoie as ‘startups’ a estabelecerem-se em Portugal.

Artigo anteriorHotéis Vila Galé no Alentejo são agora ‘bike friendly’
Próximo artigoProximidade e luxo no Iberostar Punta Cana