Convocada novamente pelos sindicatos USO e SITCPLA, devido à recusa da companhia aérea irlandesa em retomar as negociações do novo acordo coletivo, as tripulações de cabine da Ryanair, em Espanha, iniciaram, na segunda-feira, a terceira greve do verão.

A greve, que se vai prolongar até 07 de janeiro de 2023, vai decorrer através de paragens semanais de 24 horas, entre segunda a quinta-feira. Para além da Ryanair também estão convocados trabalhadores das empresas Crewlink e Workforce.

Artigo anteriorTAP: crianças até aos 11 anos grátis para os Açores
Próximo artigoCabo Verde: Solférias reforça programação para fim de ano