Início noticias E a fascinante viagem do MSC Belissima continua pelo Médio Oriente

E a fascinante viagem do MSC Belissima continua pelo Médio Oriente

0

Da lúxuria do Dubai, passará para Sir Bani Yas onde poderá desfrutar de todos os confortos do navio, bem como de muita diversão na praia.  Em Sir Bani Yas, à semelhança das ilhas de Dalma e das seis vizinhas Ilhas Discovery foi criada uma enorme reserva natural para as espécies em perigo de extinção, tanto da Península Arábica como de África.

Sobretudo em Sir Bani Yas terá oportunidade de observar animais raros dentro de uma área protegida na qual a maioria dos animais (incluindo girafas, flamingos e chitas, entre outros) vive em liberdade. Poderá desfrutar ainda de excursões divertidas ou safaris na natureza selvagem, ou ainda praticar alguns dos desportos empolgantes disponíveis.

E para quem opta por descontrair com a MSC Cruzeiros, as praias e as comodidades que esta ilha oferece, na qual a sustentabilidade é uma prioridade, são uma garantia de que passará um dia de lazer inesquecível.

De seguida, o navio irá para a capital dos Emirados Árabes Unidos, Abu Dhabi.
Entre as principais atrações dos seus cruzeiros nesta região incluem o extravagante hotel Emirates Palace e a ainda mais espetacular Mesquita do Xeque Zayed, ao passo que as várias atrações da Yas Island, a ilha onde se encontra o enorme parque de diversões Ferrari World, estão mesmo ao virar da esquina.

A cerca de 15 km do centro de Abu Dhabi, a imponente Mesquita do Xeque Zayed domina toda a paisagem ao redor da cidade, o seu conjunto branco-neve de domos e minaretes, visível a quilómetros de distância, constitui um símbolo extraordinário do orgulho islâmico à entrada da capital dos Emirados Árabes Unidos.

Concluída em 2007, a mesquita foi encomendada pelo Xeque Zayed bin Sultan al Nahyan (tendo recebido o seu nome), que foi sepultado num mausoléu modesto em mármore branco junto da entrada. A mesquita é uma das maiores do mundo e certamente a mais cara, tendo sido necessários doze anos para a sua construção, a um custo de aproximadamente 500 milhões de dólares norte-americanos. Além disso, apresenta outra característica invulgar dado ser uma das duas únicas mesquitas dos EAU abertas a não muçulmanos.

Artigo anteriorE a fascinante viagem do MSC Belissima continua pelo Médio Oriente
Próximo artigoMadeira com mais de 647 mil dormidas só em março

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui