COMPARTILHE

A companhia espanhola Volotea vai deixar de voar para a Madeira e outras duas ameaçam abandonar a rota devido ao impacto das condições meteorológicas no Aeroporto Cristiano Ronaldo, disse Thierry Ligonnière, presidente da ANA – Aeroportos de Portugal, durante uma audição na Assembleia Legislativa da Madeira.

Referiu ainda que a ocorrência cada vez mais frequente de ventos fortes e visibilidade reduzida são o principal motivo para o cancelamento de voos no aeroporto da região autónoma, o que gera um impacto importante na economia das companhias aéreas.

E as consequências já se fizeram sentir. A companhia aérea Volotea anunciou que ia deixar de voar para a Madeira por causa das irregularidades e dos cancelamentos provocados pelas situações meteorológicas. Entretanto, mais duas companhias aéreas estão a ameaçar acabar com as suas ligações na Madeira, segundo o presidente da ANA – Aeroportos de Portugal.

Apesar dos condicionalismos meteorológicos, Thierry Ligonnière sublinhou que a ligação aérea entre a Madeira e Portugal tem vindo a crescer ao longo dos últimos anos, sendo que no caso de Lisboa foi de mais 4% em 2018.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here