COMPARTILHE

A partir do próximo verão, a cidade de Veneza poderia cobrar uma “taxa de entrada” para todos os visitantes.

A medida, já introduzida na Lei de Finanças da Itália, foi recentemente aprovada no e prevê que Veneza, a partir de julho, adopte em suas próprias medidas orçamentárias (…) uma contribuição de desembarque, como já existe no Ilhas Eólias ou Lampedusa (Sicília).

Aumentando de 2,5 a 10 euros, dependendo da época, esta contribuição será aplicada a todos os visitantes, independentemente de passarem a noite em Veneza. Destina-se principalmente a turistas que não pagam o imposto turístico, devido por pessoa/noite, e pago a hoteleiros ou proprietários de alojamento local. Entre eles estão os clientes de navios de cruzeiro, incluindo cerca de 600 navios gigantes que visitam todos os anos a cidade de Doges.

Refira-se ainda que este novo imposto poderá também ser aplicado às companhias aéreas e de autocarros turísticos.

Já descrito como um “imposto de aterragem” pela imprensa, esta medida pode vir a render até 50 milhões de euros por ano, de acordo com as primeiras estimativas do município.