COMPARTILHE

A Assembleia Geral da Associação Turismo de Lisboa (ATL) discute hoje, dia 22 de abril, o Relatório e Contas de 2018, que evidencia uma sólida situação financeira e um excelente ano turístico.

As contas consolidadas da ATL e da Lismarketing, por ela detida a 100%, reflectem um activo não corrente superior a 42 milhões de euros, fundos patrimoniais de cerca de 40 milhões e um endividamento de apenas cerca de 7,5 milhões resultante de investimentos realizados em anos anteriores.

As vendas e serviços prestados atingiram mais de 16,6 milhões, a que acrescem mais de 5,2 milhões de outros rendimentos como rendas e cedências de espaços, enquanto a comparticipação de entidades públicas em diversos programas atingiu os 10,8 milhões. O resultado líquido do período foi de 4,366 milhões de euros.

Estes números confirmam os excelentes resultados alcançados pelo Turismo de Lisboa num ano em que nos Postos de Turismo da cidade foram atendidos mais de 2,6 milhões de turistas.

Este e outros indicadores, como, por exemplo, a realização de 290 press trips com jornalistas estrangeiros, 57 fam trips com profissionais e o estabelecimento de 19 novas parcerias com operadores turísticos, permitem fazer um balanço positivo da actividade promocional desenvolvida pela ATL, que participou ainda, em conjunto com dezenas de empresas associadas, em 21 feiras, workshops e roadshows nos mercados estrangeiros.

Acresce, com base no documento, que de janeiro a dezembro do ano transacto foram também vendidos 276.494 Lisboa Card. Estes cartões permitem circular nos transportes públicos e dão acesso gratuito a 35 museus, monumentos e outros sítios de interesse turístico, além de  proporcionarem descontos em atracções e serviços de interesse para o turismo e a cultura.

Ainda no ano passado, a ATL apoiou a realização de eventos de interesse turístico, nomeadamente o Festival Eurovisão da Canção, a Web Summit, a Gala Michelin e a Gala dos World Travel Awards e promoveu centenas de eventos através do site Visit Lisboa (837), do guia Follow Me (331) e do Canal Lisboa (407).

O conhecimento adquirido ao longo dos 22 anos de atividade permitiu à ATL apostar no desenvolvimento de projectos e na gestão de equipamentos de valorização do destino, com o objectivo de melhorar a experiência dos turistas. É o caso do Lisboa Story Centre (99.593 visitantes), do Arco da Rua Augusta (196.080), do Centro Interpretativo Mitos e Lendas de Sintra (9.108) e da Experiência Pilar 7 da Ponte 25 de Abril (75.401 visitantes). Já o Pátio da Galé foi palco de 81 eventos e o Pavilhão Carlos Lopes de 50 iniciativas.

Valorizar o Turismo e melhorar a experiência de quem visita Lisboa é um dos objectivos da ATL, que para o efeito, disponibiliza diversos veículos. É o caso do site Visit Lisboa (www.visitlisboa.com ), que recebeu cerca de 2,6 milhões de visitas, do guia Follow Me Lisboa, cuja tiragem anual foi de 660 mil exemplares, e da Revista Turismo de Lisboa, com uma distribuição de 24 mil exemplares. Nas redes sociais, o perfil de Facebook do Visit Lisboa atingiu quase 750 mil seguidores e o do Twitter superou os 65 mil.

O balanço da atividade da ATL traduz, pois, o crescente desempenho turístico de Lisboa num ano em que a cidade recebeu três importantes distinções nos prémios World Travel Awards: “World’s Leading City Destination”, “World’s Leading City Break Destination” e “Europe’s Leading City Destination”.

Recorde-se que em 2017 o Turismo gerou, directa e indirectamente, mais de 13,7 mil milhões de euros e foi responsável por 182 mil postos de trabalho na Região de Lisboa, de acordo com um estudo da Deloitte realizado para a ATL. Face aos resultados apresentados, estima-se, assim, que a produção total do sector na Região corresponda a 19,7% do PIB.