COMPARTILHE

Já foram entregues as atribuições dos Prémios PME Excelência. Este ano esta distinção, foi atribuída a 472 empresas do turismo, que se distinguiram pelos seus desempenhos económico-finaneiros e de gestão. Valor que representa um aumento de 20% em relação ao ano passado. Feitas as contas estas 472 empresas representam 13.848 postos de trabalho directos e apresentaram um volume de negócios de 865 milhões de euros em 2018.

Segundo dados divulgados pelo Turismo de Portugal, as PME Excelência do turismo têm um activo líquido de 795 milhões de euros e têm uma autonomia financeira média de 61% e bons níveis de rentabilidade. Isto significa que o “turismo representa uma quota de 19,8% do universo Excelência, sendo um dos sectores que regista níveis de crescimento em todos os indicadores de desempenho”.

O sector da restauração e bebidas é o que angaria mais empresas distinguidas – 326, seguido do alojamento (112), das agências de viagem (16) e da animação turística (12). O rent-a-car é o sector menos representado, apenas com seis companhias. Em termos de localização as PME Excelência estão maioritariamente concentradas nos distritos de Lisboa, Porto e Faro, totalizando 73,7% das organizações distinguidas.

Sobre o aumento do número de PME Excelência Luís Araújo, presidente do Turismo de Portugal, refere que “em termos evolutivos, de 2009 a 2018, o número de empresas do turismo distinguidas como PME Excelência passou de 27 para 472. Só de 2017 para 2018, registou-se um acréscimo superior a 20% no número de empresas neste universo. É, portanto, essencial o apoio às empresas no desenvolvimento de uma visão criativa e inovadora, para posicionar Portugal como líder do turismo do futuro”.