COMPARTILHE

A Cabo Verde Airlines, mais conhecida por TACV, anunciou ontem, na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) a sua estratégia de expansão, desenvolvida a partir do novo hub na ilha do Sal. Segundo Mário Chaves, assessor do novo CEO da companhia aérea cabo-verdiana e responsável pelos assuntos corporativos, Portugal continuará a ser um destino prioritário para a companhia, o que se comprova pelo facto de ser o único destino com voos diários – a partir de um de Julho.

Outra novidade prende-se com a expansão dos destinos – 12, com destaque para Luanda, Lagos e Washington a par do aumento da frota – 6/7 até 2020 e um total de 12 até 2023. Uma outra aposta da empresa passa pela criação de um programa de stopover procurando dar a conhecer o arquipélago. A decisão de avançar de três ligações semanais para um voo diário assenta na convicção de que há mercado e é convicção de Mário Chaves de que “com todas as acções de marketing que estão a acontecer no mercado português, e acreditamos que o tráfego vai aumentar ainda mais”.

Recentemente 51% do capital da Cabo Verde Airlines foi adquirido pela Loftleidir Icelandic, do Grupo Icelandair, com os restantes 49% a permanecerem nas mãos do Estado cabo-verdiano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here