Está aqui
Stay Hotels moderniza e amplia Grande Hotel de Paris

Stay Hotels moderniza e amplia Grande Hotel de Paris

 

O que será num próximo futuro o Grande Hotel de Paris by Stay Hotels “nasce” por via de algumas obras de recuperação e modernização, sem que se altere a sua traça arquitectónica e o seu estilo Belle Époque, do actual Grande Hotel de Paris ao qual se vão juntar os dois imóveis adjacentes. Quem revela isto é Jorge Bastos, administrador executivo da Stay Hotels, acrescentando que o investimento total irá rondar os dois milhões de euros e que serão criados mais umas 39 unidades de alojamento.

Ainda segundo o nosso interlocutor, as obras deverão começar em 2018, sendo que o projecto, a ser submetido neste mês de Novembro, contempla também a possibilidade de reclassificação do hotel. No entanto, está dependente da análise e decisão das entidades competentes, neste caso o Turismo de Portugal, explica Jorge Bastos.

O negócio do Grande Hotel de Paris foi comprado em maio de 2017 pelo grupo Stay Hotels, detido por fundos geridos pela empresa de “private equity”  Inter Risco, à família Ferreira, que o tinha adquirido em 1990.

Inaugurado em 1877 e localizado em pleno coração da cidade invicta, nãop só é o mais antigo hotel do Porto como ao longo da sua vida recebeu gente famosa da cultura portuguesa como, por exemplo, Camilo Castelo Branco, Eça de Queiróz, Guerra Junqueiro e Rafael Bordalo Pinheiro.

Tal como já foi referido por Jorge Bastos, a expansão será realizada nos dois imóveis adjacentes ao actual hotel, que foram incluídos na operação de compra e venda do Grande Hotel de Paris pelo grupo Stay Hotels.

Refira-se ainda que após a concretização do negócio, a nova gestão tomou para si o compromisso de preservar a personalidade do espaço, conjugando-a harmoniosamente com os valores da marca, que se inspiram na modernidade, simplicidade, proximidade e bem-estar dos clientes.

Refira-se também que os dois imóveis adjacentes, depois das obras irão ter o mesmo ambiente e atmosfera. Neles será criado um novo bar, uma nova sala de estar e o jardim será objecto de uma requalificação substancial. Um novo elevador para clientes e outro para serviço também serão instalados.

No futuro, o Grande Hotel de Paris by Stay Hotels vai dispor de acessibilidades para utentes de mobilidade condicionada bem como um quarto com todas as condições necessárias e exigidas.

Com a entrada em total operação, este hotel vem reforçar a presença da Stay Hotels no centro histórico do Porto e ter, a curto prazo, uma oferta relevante em termos de quantidade e qualidade, explica Jorge Bastos.

Antes desta importante operação, o grupo Stay Hotels, marca nacional de referência em hotéis citadinos, levou a cabo uma outra importante abertura.

Assim, no passado dia 14 de junho, no Porto, entrou em operação a sua oitava unidade hoteleira e a primeira criada inteiramente de raiz. Com uma localização privilegiada, no centro da cidade, o novo Stay Hotel Porto Centro Trindade, dispõe de 73 quartos, todos com ar condicionado, e representou um investimento de dois milhões de euros, aplicados na requalificação do edifício.

Classificado com três estrelas, o novo hotel tem preços a partir de 60 euros/noite, sem pequeno-almoço incluído, assumindo a ambição de dispor da melhor relação preço/qualidade na sua categoria.

Os 73 quartos do Stay Hotel Porto Centro Trindade estão disponíveis em tipologias One, Double e Twin, equipados com telefone, TV, cafeteira eléctrica, entre outras facilidades. Quanto ao pequeno-almoço, muito completo, com um custo de sete euros, o hotel dispõe de um horário alargado entre as 6h30 e as 12h00.

A oferta do hotel complementa-se com um serviço de bar e snacks 24h/24h, no quarto ou em sala própria, Recepção 24/24h, serviço de aluguer de bicicletas (Just Move) para quem quer conhecer a cidade de forma saudável e divertida, wi fi gratuito em todo o hotel, duas salas de reunião e Business Corner  com um iMAC

Hoje, o grupo Stay Hotels explora um total de oito unidades hoteleira, a saber: Coimbra, Évora, Faro, Guimarães, Lisboa, Porto (2 unidades)  e Torres Vedras. Até 2020 o grupo pretende explorar uma rede de 16 unidades hoteleiras, representando um total de mil quartos.

Luís de Magalhães

Share this:

Posts relacionados

Deixe Comentário

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial