COMPARTILHE

– Entrevista com Fernando Bandrés, director de Operações da Soltrópico.

A operação de Inverno 2017/2018 correu dentro das nossas expectativas e dentro de orçamento que tínhamos previsto.  O balanço é positivo. Quem o afirma é Fernando Bandrés, director de Operações da Soltrópico, salientando que, nesse período, o destino mais vendido e que é um dos principais no portfolio da Soltrópico foi Cabo Verde, tanto Sal como a Boavista.

Destacando novamente que as vendas foram de acordo com o que o operador tinha previsto e planeado, tanto em volume de negócio, em passageiros transportados, bem como na rentabilidade do produto.

O destino com maior número de passageiros transportados foi Cabo Verde, disse Fernando Bandrés, mas não revelando, como é política da “casa”, o número de passageiros transportados.

– Quais as perspectivas para a época alta?

Temos um orçamento bastante equilibrado a nível de crescimento. Os destinos mais vendidos continuam a ser os clássicos dentro do portfolio da Soltrópico, nos quais somos referência no mercado. Nomeadamente Cabo Verde, Saïdia, Sal, Boavista e Porto Santo como destinos charter e a Madeira e os Açores como produto em carreira regular, explica o nosso entrevistado concluindo que os destinos de longo curso – Maurícias, Maldivas e Tailândia –  também são uma aposta com lugares garantidos com a Turkish Airlines e a Emirates, que nos permitem garantir disponibilidade nas épocas altas.

Quais as novidades que aparecem na programação Soltrópico para a época alta?

– A grande novidade do Verão de 2018 foi o regresso da operação charter para a Tunísia, nomeadamente para Monastir e para Djerba.

– Quanto aos circuitos, gostaria de saber como está a ser aceite o produto?

Nos circuitos, destacamos os Circuitos nos Açores, em regime de Tudo Incluído, onde este ano garantimos as partidas apenas com um mínimo de dois passageiros, o que tem tido um efeito muito positivo nas vendas do produto.

A terminar esta curta troca de impressões perguntámos a Fernando Bandrés quais as novidades que o operador iria apresentar no próximo inverno.

Durante o Inverno 2018/19 não iremos lançar nenhum destino novo. Será mais provável ampliar a nossa programação charter de Réveillon incluindo algum destino onde apenas trabalhamos atualmente em regular.