COMPARTILHE

Localizada no extremo nordeste de Marrocos, banhada pelo mar Mediterrâneo, Saïdia tem demonstrado, vezes sem conta, porque é que se mantém como um dos destinos mais procurados pelos amantes de praias. O seu clima ameno deixa o visitante rendido ao destino.

A “Pérola Azul”, como também é conhecida, estende-se ao longo de uma baía com 14 km de areias brancas e finas, que a tornam uma das praias mais compridas de Marrocos, está situada na província marroquina de Berkane, na margem esquerda da foz do Uadi Kiss, muito perto da fronteira com a Argélia. Na margem direita da foz do Uadi Kiss, apenas a cerca de um

As praias de Saïdia são, sem dúvida alguma, o liev motif deste local fantástico que convida, a partir dele, a explorar os oásis de Figuig e de Sidi Yahya, do vale de Zegzel ou a região montanhosa de Beni Snassen, entre outros de assinalável interesse.

As águas mornas e cristalinas convidam ao passeio à beira-mar, nomeadamente pelo boulevard Mohamed V ou passeio marítimo, apesar da marina ser igualmente um local que vale sempre a pena visitar. Para além de elegantes e interessantes barcos e veleiros, existem escolas para aprendizagem de vela, mergulho e esqui aquático. Aqui também se podem encontrar vários restaurantes, lojas e até mesmo um Spa, ideal para descansar e tirar o máximo partido de Saïdia.

A Medina, de ruas estreitas e o ambiente próprio de uma cidade marroquina tradicional, é um espaço único para passear e fazer compras. Tal como o Zoco (Souk), mercado ao ar livre que acontece aos domingos, perto de Alcazaba

Sendo uma estância balnear de alto gabarito, Saïdia com vários hotéis e bares, beach clubs, Spa’s e outras comodidades que lhe permitirão desfrutar das suas férias de forma única e descansada.

Refira-se, no entanto, que o actual paraíso para umas férias de mar e sol, nem sempre foi assim.

Saïdia foi fundada pelos árabes em 1548 – então com o nome de Adjroud – e, só ganha alguma importância em 1881, quando o sultão Hassan I ali decidiu construir duas mesquitas e uma fortaleza, cujo objectivo era vigiar a fronteira com a Argélia. O sultão decide ainda rebaptizá-la com o nome de Assaïdia (Cidade Feliz). Em 1913 passa a integrar o então Protectorado Francês de Marrocos, transformando-se numa estância balnear. Só depois da independência de Marrocos é que ganha fama internacional como destino turístico, nomeadamente a partir de 2003, com a construção de vários hotéis e outras infraestruturas de apoio e lazer.

Apenas, para terminar, podemos dizer: bem-vindo a Saïdia, uma terra para viver a magia das mil e uma noites e para descobrir todo o exotismo de Marrocos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here