COMPARTILHE

Os vários activos do Revive Natureza já foram identificados. A notícia foi avançada, em primeira mão, por Ana Mendes Godinho, secretária de Estado do Turismo (SET), à margem do Congresso da ADHP. Há 48 imóveis identificados para integrar o programa, espalhados de Norte a Sul de Portugal Continental. Neste momento o Governo está a definir o modelo de exploração e gestão em rede destas unidades. “Até ao final de Abril conto ter o modelo fechado”, afirma a SET.

O ano começou a crescer. Esta informação foi disponibilizada por Ana Mendes Godinho que afirmou que este resultou de um crescimento generalizado em todos os mercados, “embora com destaque claro para o mercado americano, brasileiro e também do Reino Unido”. Este último registou um crescimento de 15% de receita turística em Janeiro.

Convém lembrar que, no ano passado e até Outubro, Portugal registou uma queda do número de turistas oriundos do Reino Unido. No entanto houve uma recuperação nos dois últimos meses do ano. No entanto não foi o suficiente para recuperar no que concerne ao global do ano em termos de número de turistas. “Mas em termos globais do ano, em termos de receita turística, em 2018 o mercado do Reino Unido cresceu 8%”, afirmou Ana Mendes Godinho, acrescentando que em Janeiro “tivemos um crescimento do número de turistas e de receita”.

Apesar de os números de Fevereiro ainda não estarem disponíveis as perspectivas da secretária de Estado do Turismo são positivas, alavancadas no crescimento 6% no movimento de turistas nos aeroportos portugueses. “O nosso objectivo é crescer de uma forma cada vez mais sustentável e que o turismo seja uma actividade que acontece ao longo de todo o ano e em todo o território”.

No que concerne a novos mercados Portugal decidiu abrir uma nova delegação no Japão, que trabalhará quer esse país como a Coreia do Sul e está a apostar na captação de turistas de maior valor, com especial ênfase nos oriundos da América do Sul – apostando na divulgação do turismo religioso, que “tem demonstrado uma grande capacidade para atrair novos públicos, novos mercados”. É o caso do novo portal referente aos Caminhos da Fé, que apresenta os vários produtos, devidamente estruturados, existentes no país. É o caso dos Caminhos de Fátima, os Altares Marianos, a Herança Judaica, e os Caminhos de Santiago. Sobre isso a SET revelou que Portugal vai receber, em Maio, o primeiro encontro mundial de líderes sefarditas das várias comunidades dos vários países.

por Alexandra Costa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here