COMPARTILHE

Um recente estudo sobre as perturbações em voos ocorridas em todos os países da UE, entre 01 de janeiro e 30 de setembro de 2018, refere que Portugal evidencia-se pelos piores motivos, ao registar a maior percentagem de perturbações em voos: 35% dos voos com partida do nosso país chegaram ao destino com mais de 15 minutos de atraso ou foram cancelados.

Se ordenarmos a lista pelo total de voos com perturbações, Portugal fica também no Top 10 das piores performances, ocupando a ocupa a sexta posição. Durante o período em análise, registaram-se cerca de 48.440 voos com atraso e 2.010 cancelamentos. Por outro lado, tendo em conta os países da UE com mais de 100.000 voos, a Espanha e a Dinamarca apresentam a menor percentagem de perturbações (23%).

Apesar da elevada percentagem de voos problemáticos registada em Portugal, é a Alemanha que apresenta o número mais elevado de voos com perturbações: cerca de 174.740 voos foram afectados por atrasos e 14.530 foram cancelados.

Analisando os restantes países com maior tráfego aéreo, verifica-se que o Reino Unido, apesar de ter um número total de voos superior à Alemanha, apresenta menos voos com perturbações (cerca de 180.240). Merece também destaque o desempenho de Espanha, que embora apresente um total de voos semelhante ao da Alemanha regista menos perturbações (cerca de 136.870).