Está aqui
MODO DISTINTO: FAZER COM QUE AS UNIDADES SEJAM MELHORES E VENDAM MAIS

MODO DISTINTO: FAZER COM QUE AS UNIDADES SEJAM MELHORES E VENDAM MAIS

 

A Modo Distinto está a comemorar o seu 10º aniversário. A empresa é hoje uma sólida referência na Assessoria e Consultoria à Gestão Hoteleira.

Quanto ao seu staff, é constituído por uma equipa de 15 pessoas, formados em Gestão, Gestão Hoteleira e/ou Turística, liderada por quatro sócios: Rosário Barra, Orlando Santos, José Pardal e Jorge Ferreira, com quem trocámos algumas impressões sobre a primeira década da empresa. Tanto Jorge Ferreira como José Pardal, respectivamente, director executivo e director financeiro, estão a tempo inteiro na gestão da Modo Distinto; a Rosário  Barra e o Orlando Santos estão envolvidos em outros projectos profissionais próprios.

A Modo Distinto “nasce” no dia 19 de Novembro de 2007, e, segundo o CEO da empresa, isso se deve ao facto de terem “clientes à espera”.

Numa perspectiva pura e dura de gestão, não valeria a pena arrancar com um exercício nessa altura do ano, mas sim, um ou dois meses depois, sensivelmente. O nosso ADN é ter o foco no cliente, nas necessidades dos clientes, e isso foi mais forte que uma mera lógica de gestão.

A ideia do negócio da Modo Distinto surge e assenta em quatro pilares principais: Carências de gestão; Novas dinâmicas; Resultados e incertezas; e as pessoas.

Os sócios, com experiência em Gestão Hoteleira e na Direcção de unidades e grupos hoteleiros desenvolveram a percepção que, constantemente, os resultados e performances das unidades ficavam sempre um pouco aquém do “ideal” do que seria realizável em condições “óptimas”.

– Nesta altura, 2007, era claro que a dinâmica de evolução do mercado, da Distribuição e Comercialização, implicava uma cada vez maior exigência perante os recursos humanos das unidades. Evolução contínua e acelerada das plataformas tecnológicas, mudanças profundas nos comportamentos de compra e preferência dos turistas, só para dar alguns exemplos, explica Jorge Ferreira acrescentando que é nesta fase que termos e técnicas como E-business e Revenue Management começam a fazer parte do léxico comum e diário das equipas das unidades, cujas competências começam a ficar aquém do potencial máximo.

Recorde-se que 2007 foi, também um excelente ano em termos de resultados turísticos para o País, como um todo (e o Mundo, já agora…) e por isso mesmo, muitas unidades eram confrontadas com resultados muito aquém da sua quota de mercado (do seu marketshare) e começavam a estar “maduras” para perceber que estava em curso uma mudança de mercado e a identificar porque não estavam a optimizar a sua performance. Acrescente-se ainda que, no horizonte, acumulavam-se as dúvidas e incertezas, que viram a tomar forma em 2008 com a crise financeira.

Desde o início que a ideia era formar uma equipa multidisciplinar, com talentos e ambiciosa, mas que prezasse a ética e os valores humanistas, que acreditasse que o melhor caminho para o sucesso passa pelo sucesso comum – a satisfação dos clientes, dos seus hóspedes e dos parceiros de Distribuição e Comercialização.

Uma verdadeira equipa em quem confiarmos, em que nos revemos e cujo principal objectivo é fazer, fazer acontecer e fazer bem.

O propósito da Modo Distinto é, entre outros itens, fazer com que as unidades de alojamento com que trabalham sejam melhores, que vendam melhor (nem sempre o sucesso está no vender mais), que tenham mais qualidade – assegurando a satisfação dos clientes.

Para isso, a empresa actua em três grandes áreas: Gestão Comercial, apoiando e desenvolvendo a actividade comercial das unidades de alojamento que assessoriam; Assessoria à Gestão; e Coaching e Formação.

Trabalhamos com hotéis, Campings & Bungalows, Turismo em Espaço Rural, Hostels e Alojamento Loca e estabelecimentos de Restauração e Bebidas. Ou seja, toda a unidade que forneça serviços hoteleiros – alojamento e/ou restauração – pode beneficiar das nossas competências, ‘network’ de contactos, conhecimento do mercado e das tecnologias, bem com, do capital de confiança com que o generalidade do ‘trade’ nos reconhece.

Actualmente, a Modo Distinto trabalha para cerca de 50 propriedades de várias tipologias. Em todas elas, na área da Gestão Comercial, que é afinal o seu core business e pelo que são mais conhecidos no mercado. Mas, acrescente-se, que em

cerca de metade delas desenvolvem também Assessoria e Consultoria nas áreas Operacional e no Coaching e Formação.

– Como decorreu o ano de 2017 em termos de clientes e volume de negócios?

Tem sido um ano muito positivo, acentuando as nossas curvas de crescimento de indicadores, que, felizmente têm sido contínuas. Mais clientes, mais facturação dos nossos clientes, consequentemente mais facturação da Modo Distinto, diz o director executivo da empresa que agora está a comemorar os seus primeiros 10 anos de existência, acrescentando que, qualitativamente, foi também um ano muito positivo, em que conseguimos vincar no mercado a diversificação de serviços que prestamos aos nossos clientes.

2017 foi o ano em que executámos mais projectos de Marketing Digital, Coaching & Formação, Assessoria Operacional, Plano de Comercialização Internacional e Processos de Aberturas de unidades Hoteleiras.

Estes números, comparativamente com o ano anterior (2016), significam não só um aumento de clientes na ordem dos 15% como também um volume de negócios superior a 350.000 euros, o que significa um crescimento de aproximadamente 25% com uma maior diversificação de serviços prestados.

Em suma, o melhor ano de sempre, com os melhores crescimentos de sempre em todos os indicadores internos.

No que concerne a projectos futuros, um dos mais prioritários da Modo Distinto será dar continuidade aos projectos de Formação interna para desenvolver as competências da equipa. Depois e não menos importante, aumentar o portefólio em 2018 para 70 propriedades, ultrapassar os 400.000 euros em volume de vendas e aumentar o número de clientes no Algarve, Madeira, Açores e Porto/Norte, consolidando presença em Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo, Centro e Cabo Verde.

Em termos de Responsabilidade Social, a Modo Distinto dá o seu apoio à reflorestação do País, através de contributo financeiro e operacional a entidades como a Associação “Plantar Uma Árvore”, como a que vamos levar a cabo na festa de aniversário da Modo Distinto.

Ainda nesta área, participamos em trabalhos para comunidades apoiadas pelos Missionários da Consolata, entidade com quem já colaboramos, nomeadamente através da gestão de E-business e Revenue Management do Hotel Consolata em Fátima.

A terminar esta entrevista, Jorge Ferreira considera que 2018 será um ano de consolidação em termos turísticos. Não perspectivamos uma taxa de crescimento muito alta em termos nacionais.

Alguns destinos serão excepção e continuarão a acentuar a tendência verificada em 2017, com elevada taxas.

Tudo junto, será um bom ano, mas o panorama competitivo tenderá a aumentar, pelo que, apenas os melhor preparados conseguirão potenciar os seus resultados.

Luís de Magalhães

Share this:

Posts relacionados

Deixe Comentário

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial