COMPARTILHE

Segundo um estudo do IHG Rewads Club, o programa de fidelidade do InterContinental Hotels Group, os viajantes podem economizar quase 28 milhões de euros por ano em estadas de hotéis em toda a Europa, simplesmente mudando a forma como fazem a reserva.

Uma recente pesquisa revela que os viajantes portugueses estão em dúvida quando reservam hotéis, e ainda estão confusos sobre como funcionam os sites de comparação de preços.

A pesquisa salienta que o preço é o factor mais importante na escolha de um hotel (52%), seguido pela localização ou serviços.

No entanto, apesar de os consumidores portugueses pretenderem pesquisar na Internet durante várias horas para encontrar o melhor preço, especialmente quando procuram hotéis (87%), mais de três quartos dos viajantes portugueses (76%) tendem a procurar os melhores preços nos sites de comparação de preços, dos quais 70% acreditam que esses sites mostram todas as opções.

Actualmente, apenas 16% dos consumidores portugueses mais experientes procuram o melhor preço directamente com o hotel, o que é, aliás, o melhor preço possível. No entanto, 77% dos entrevistados disseram que parariam de usar comparações de preços online se soubessem que pagariam um preço mais elevado do que a reservando directamente no hotel.

Segundo Bárbara Barroso, especialista em finanças pessoais, a crise financeira tornou as famílias mais conscientes quando se trata de tomar decisões de consumo. Hoje em dia, eles comparam mais os preços, procuram promoções e melhores ofertas. Quando se trata de lazer, é normal que as famílias queiram encontrar o melhor preço possível, até porque as poupanças que podem obter, por exemplo, da reserva do hotel, podem ser canalizadas para outras coisas, como gastar enquanto estão de férias.

O estudo do IHG mostrou ainda que para grande parte dos portugueses (77%), conseguir o melhor preço faz com que se sintam mais orgulhosos.