COMPARTILHE

O grupo LATAM encerrou agosto com uma queda significativa na taxa média de ocupação de seus voos de longa distância, caindo de 87,2% em 2017 para 82,7% neste ano.

Os dados divulgados pelo grupo mostram que a queda na ocupação não se deveu à queda no tráfego, que cresceu mesmo 3,6% frente a um aumento de capacidade de 9,3%.

Além de ter visto uma queda na taxa de ocupação de 4,6 pontos percentual (pp) nos voos internacionais, o grupo também apresentou queda na ocupação dos voos domésticos de diversos países, como é o caso do Brasil (-1,5 pp).

O único sector em que o grupo obteve a melhor taxa de ocupação em agosto foi o dos voos domésticos em seus mercados de idioma espanhol, como Chile, Peru, Argentina, Equador e Colômbia, em que o tráfego aumentou 4% levando a uma melhoria na taxa de ocupação média em 0,2 pontos, para 80,7%.

Em número de passageiros, o grupo indicou que suas companhias tiveram 5,97 milhões no último mês de agosto, crescimento de 2,5%, ou seja, 144 mil a mais do que um ano atrás, com crescimento de 5% nos voos domésticos nos mercados de idiomas espanhol, que totalizaram 2.145 milhões.

No acumulado dos oito primeiros meses deste ano, a LAN e a TAM totalizaram 44,928 milhões de passageiros, com aumento de 2,3%, ou seja, 1,01 milhão em relação ao mesmo período de 2017.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here