COMPARTILHE

Segundo a European Travel Commission, a Europa foi a região mais visitada do mundo em 2018, tendo registado um crescimento de seis por cento nas chegadas internacionais em relação ao ano anterior.

O documento acrescenta ainda que o turismo na Europa continua a crescer, o que não deixa de ser optimista dado existirem diversas situações que podem reduzir o interesse dos visitantes pelo destino.

Por exemplo, entre eles estão as tensões comerciais actuais, as incertezas em torno do Brexit e a desaceleração económica na zona do euro e na China.

O relatório da European Travel Commission salienta também que 32 dos 33 destinos analisados registaram crescimentos, sendo que o maior destaque vai para a Turquia, que apresentou um aumento de 22%. Em seguida está a Servia, cujas chegadas cresceram 15%.

Devido ao sem número de interrogações que se colocam em 2019, prevê-se um crescimento de mais de três por cento nas chegadas internacionais para a região.

Quanto aos mercados emissores, registou-se crescimento significativo de visitantes provenientes dos Estados Unidos – auxiliado sobretudo pelo valor do dólar em relação ao euro e a libra esterlina – e da China. De destacar ainda o facto de 24 dos países analisados registarem um aumento no número de visitantes da China. Aqui a justificação será o aumento do número de ligação aéreas, a facilidade de vistos e, sobretudo, a existência de uma classe média chinesa em expansão.

L.M.