COMPARTILHE

A cidade da Horta, na ilha do Faial, recebe, entre 30 de Janeiro e 1 de Fevereiro, o 7º Congresso da APACATE que, este ano, tem como tem “Da moda à consolidação – caminhos e desafios do Turismo em Portugal”. No programa dos três duas destaque para os temas da sustentabilidade e dos custos de contexto.

A debate estão também matérias como: a certificação de destinos e produtos; as responsabilidades inadiáveis do turismo sustentável; a urgência e complexidade de um ordenamento do mar enquanto recurso e espaço de eventos, recreação e lazer; as dificuldades e potencialidades da legislação laboral; o marketing digital como ferramenta de promoção num mundo globalizado e ferozmente competitivo; e os desafios da auto-regulação quer na animação turística quer no sector dos eventos e congressos.

Ao nível dos oradores estarão presentes dois destinos portugueses em vias de certificação ambiental – o Alentejo (certificação Biosphere), com uma comunicação de António Ceia da Silva, presidente da ERT Alentejo, e os Açores (certificação Global Sustainable Tourism), com uma comunicação a cargo da Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo e ainda Olga Romão, que falará de um protejo inovador da Sustenturis.

Os custos de contexto serão abordados por Paula Vieira, em representação da ACT – Autoridade para as Condições de Trabalho, e por Francisco Sá Nogueira, numa sessão onde serão disponibilizadas informações relevantes sobre o Código de Trabalho e as suas eventuais potencialidades no que respeita à flexibilidade, assim como sobre a forma de actuação da ACT.

As inscrições podem ser feitas no site da APECATE, em http://apecate.pt/vii-congresso-apecate/

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here