COMPARTILHE

Hoje é quinta-feira, 14 de março, septuagésimo terceiro dia do ano.
Dia Mundial do Rim, Dia Internacional de Ação pelos Rios e contra as Barragens e Dia da Incontinência Urinária.
Faltam 292 dias para o final de 2019.
Dia da Matilde e da família Florentino

Principais acontecimentos registados neste dia

Nesta data, em 1828, D. Miguel dissolvia as Cortes constitucionais. Em 1883, morria o ideólogo Karl Marx. Em 1896, o régulo moçambicano Gungunhana era encerrado no Forte de Monsanto depois de ter chegado a Lisboa preso por Mouzinho de Albuquerque. Em 1945, a bandeira dos EUA era içada em Iwo-Jima, depois da vitória sobre os japoneses, na II Guerra Mundial.
Em 1975, o Conselho de Estado e a Junta de Salvação Nacional eram extintos, passando a atuar o Conselho da Revolução, e a Banca era nacionalizada. Em 1976, o presidente egípcio Anwar Sadat punha termo ao Tratado de Amizade e Cooperação com a URSS, assinado em 1971. Em 1983, a OPEP decidia reduzir o preço do barril de petróleo para 29 dólares, fixando um teto de produção em 17,5 milhões de barris diários.
Em 1985, um tribunal de apelo de Roma confirmava a sentença de prisão perpétua a Mario Moretti, dirigente da operação do rapto e assassínio do ex-primeiro-ministro italiano Aldo Moro, em 1978.
Em 1986, o inquérito divulgado em Nova Deli atribuía a queda de um avião da Air India, ao largo da Irlanda, à explosão de uma bomba. O atentado ocorrera em junho de 1985, causando a morte a 329 pessoas. Em 1987, o finlandês Marku Allen, ao volante de um Lancia Delta, vencia o Rali de Portugal. Em 1988, a cantora Joan Baez recebia a Medalha da Paz da cidade francesa de Verdun.
Em 1991, o antigo presidente da ex-RDA, Erich Honecker, 78 anos, fugia de Berlim para Moscovo. Em 1993, morria, com 75 anos, o professor Franco Nogueira, historiador, diplomata e biógrafo de Salazar. Em 1995, o presidente dos EUA, Bill Clinton, proibia às sociedades norte-americanas a participação na exploração dos recursos petrolíferos do Irão.
Em 2000, o Tribunal da Relação de Lisboa autorizava a extradição de Sid Ahmed Rezala, cidadão francês de origem argelina, acusado do assassínio de três mulheres em França, detido pela PJ no Barreiro. Rezala viria a suicidar-se, na cadeia, a 29 de junho.
Em 2002, entrava em vigor o período de tréguas em Angola. Em 2003, morria, com 71 anos, a escritora portuguesa Maria Ondina Braga, autora de “A China Fica ao Lado” e “A Revolta das Palavras”. Em 2004, a diminuição da abstenção dava a vitória ao PSOE, nas Legislativas espanholas. Na Rússia, Vladimir Putin era reeleito com 69% dos votos.

Em 2005, a Autoridade da Concorrência concordava com a intenção do Governo de acabar com o monopólio das farmácias na venda de medicamentos que dispensam receita médica.

Em 2006, a Hungria anunciava o desenvolvimento de uma vacina contra o vírus H5N1. E o presidente norte-americano George W.Bush renovava, por mais um ano, as sanções ao Irão.

Em 2007, eram nomeadas as primeiras juízas no Egito. O Prémio Camões 2007 era atribuído ao escritor português António Lobo Antunes. O filósofo canadiano Charles Taylor era galardoado com o Prémio Templeton, pelas suas investigações sobre as realidades religiosas. O Banco do Livro da Venezuela era galardoado com o Prémio Astrid Lindgren 2007, um dos mais prestigiosos do mundo em literatura infantil. Morriam Alan Leonard Hunt, Gareth Hunt, 65 anos, ator inglês de séries televisivas; Inmaculada Echevarria, 51 anos, espanhola portadora de distrofia muscular progressiva desde os 11 anos, morreu depois de ter sido desligada do ventilador a seu pedido; e Lucie Bernard Samuel, Aubrac, 94 anos, símbolo da Resistência francesa, durante a Segunda Guerra Mundial. Morria também António Carlos Manso Pinheiro, 65 anos, editor da Estampa e dirigente da APEL.

Em 2009, morria Millard Kaufman, escritor e argumentista, criador da personagem de animação Mr. Magoo (Pitosga). Tinha 92 anos.

Em 2010, morria o ator norte-americano Peter Graves, que se tornou famoso pelo seu papel de Jim Phelps na série televisiva “Missão: Impossível”, na sua casa em Los Angeles, Califórnia. Tinha 83 anos.

Em 2013, o papa Francisco celebrava a sua primeira missa no Vaticano, onde alerta para a necessidade de renovação espiritual da Igreja Católica, que não pode, disse, “transformar-se numa organização não-governamental”.

Em 2014, a coadoção de crianças por casais homossexuais – proposta do PS – era chumbada na especialidade, com 112 votos contra, 4 abstenções e 107 votos a favor. Morria, com 82 anos, Ahmed Tejan Kabbah, ex-Presidente da Serra Leoa que conseguiu acabar com a sangrenta guerra civil que durava há mais de uma década.

Em 2015, morria, aos 90 anos, Lia van Leer, considerada pioneira do cinema de Israel, fundadora da Cinemateca de Jerusalém.

Em 2016, a Assembleia da República aprovava uma proposta de alteração ao orçamento para 2016, apresentada pelo PAN, para que o IVA das despesas veterinárias passe poder ser deduzido em sede de IRS, até ao limite de 250 euros. Morria, aos 75 anos, Nicolau Breyner, ator e realizador português.

Em 2018, o Presidente da República promulgava o diploma da Assembleia da República que possibilita a permanência de animais de companhia em estabelecimentos comerciais. Morria, aos 76 anos, Stephen Hawking, físico britânico cujo trabalho na área da relatividade e dos buracos negros se destacou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here