COMPARTILHE

“COISAS” DO DIA DE HOJE

Hoje é quarta-feira, 12 de setembro, ducentésimo quinquagésimo quinto dia do ano.
Celebra-se o Dia Europeu da Enxaqueca e Dia Europeu da Saúde Oral.
Faltam 110 dias para o final de 2018.
Os nascidos nesta data pertencem ao signo Virgem, destacando-se o actor e cantor francês Maurice Chevalier (1888), o atleta norte-americano Jesse Owens (1913), o escritor Stanislaw Lem (1921), o actor Ian Holm (1931), o escritor Michael Ondaatje (1943) e a actriz Rachel Ward (1957).

O QUE ACONTECEU NESTE DIA EM …

Nesta data, em 1383, D. Fernando criava o Corpo de Quadrilheiros, a primeira organização policial portuguesa. Em 1871, morria o escritor Júlio Dinis e, em 1880, era fundada a cidade de Salisbúria, hoje Harare, capital do Zimbabué.

Em 1953, John Fitzgerald Kennedy, senador democrata pelo Estado de Massachusetts, casava-se com Jacqueline Bouvier. Em 1968, o Governo da Albânia retirava-se do Pacto de Varsóvia. Em 1975, o V Governo Provisório português pedia a demissão. Em 1988, era libertado o empresário alemão federal Rudolf Cordes, sequestrado no Líbano há 20 meses.

Em 1991, era criada, em Lisboa, a Fundação Mário Soares, destinada a apoiar a cultura e a investigação portuguesas. Em 1992, um casal de astronautas partia, pela primeira vez, na missão espacial do vaivém Endeavour. Em 1993, Laura Davies, uma criança britânica de cinco anos, era submetida, no hospital de Pittsburgh, EUA, a um transplante simultâneo de sete órgãos.

Em 1994, a atriz portuguesa Maria de Medeiros era galardoada com o Leão de Ouro, no 51º Festival de Cinema de Veneza, pela interpretação no filme “Três Irmãos”, de Teresa Vilaverde. Em 1995, o exército francês proclamava a inocência do capitão Alfred Dreyfus, judeu, condenado em 1895 por espionagem a favor da Alemanha. Em 1996, o Governo português aprovava o reforço dos meios de prevenção e combate ao crime.

Em 1999, sob forte pressão mundial, o Presidente Habibe, da Indonésia, cedia, aceitando a entrada em Timor-Leste de uma força internacional de paz. Em 2002, a investigadora portuguesa Maria do Carmo Fonseca era distinguida com o XII Prémio DuPont da Ciência, pelo trabalho na área da genética molecular. Em 2003, morriam José Luís Nunes, 62 anos, deputado e fundador do PS, e o cantor “country” norte-americano Johnny Cash, 71 anos.

Em 2004, vários ataques atingiam pela primeira vez a área mais segura de Bagdad, a “zona verde” em redor dos principais centros de decisão, provocando a morte a 20 pessoas e cerca de uma centena de feridos. Nos EUA, a administração de George W. Bush não renovava a legislação que impedia a venda de armas de assalto no país.

Em 2005, o último soldado israelita abandonava a Faixa de Gaza, pondo fim a 38 anos de ocupação. No mesmo dia, morriam Olga Quintanilha, 63 anos, arquiteta, e Clarence “Gatemouth” Brown, 81 anos, guitarrista norte-americano de blues.

Em 2006, morria João Carlos Garcia, 44 anos, repórter da RDP Antena 1, secretário da Mesa da Assembleia Geral da Federação Portuguesa de Ciclismo, e em 2007 a Rússia ensaiava a bomba de vácuo mais potente do mundo, equiparável a um projétil nuclear, mas sem contaminar o ambiente.

Em 2008, era encontrado morto o escritor norte-americano David Foster Wallace, 46 anos, na sua casa de Claremont, na Califórnia. A mulher de Wallace, Karen Green, comunicou às autoridades que ao regressar a casa encontrou o marido enforcado.

Em 2009, morria Willy Ronnie, decano dos fotógrafos franceses, membro ativo do grupo Eyedea Press. Tinha 99 anos. Morria, aos 82 anos, Juan Almeida Bosque, “comandante da Revolução” cubana, companheiro de Fidel Castro.

Em 2010, morria, com 70 anos, o realizador de cinema francês, Claude Chabrol, fundador da Nouvelle Vague.

Em 2013, o Governo aprovava uma proposta de lei que estabelece a convergência de pensões entre o setor público e o setor privado, que reduz em 10% as pensões de valor superior a 600 euros. Morria, com 88 anos, Kiyoshi Kobayashi, mestre japonês considerado o “pai do judo português”.

Em 2016, morria, com 92 anos, Arquimínio Rodrigues da Costa, o último bispo português de Macau.