COMPARTILHE

“COISAS” DO DIA DE HOJE

Hoje é terça-feira, 08 de janeiro, oitavo dia do ano.
Faltam 357 dias para o final de 2019.
Celebra-se o Dia da Alegria.
O frio continua.

O QUE ACONTECEU NESTE DIA EM …

Nesta data, em 1642, morria o astrónomo italiano Galileu Galilei. Em 1902, Mouzinho de Albuquerque suicidava-se em Lisboa. Em 1918, o presidente Woodrow Wilson, dos EUA, apresentava a proposta de criação da Sociedade das Nações. Em 1933, era inaugurado, em Lisboa, no Campo Grande, o monumento aos Heróis da Guerra Peninsular.

Em 1959, Charles de Gaulle assumia a presidência da V República Francesa e Fidel Castro entrava vitorioso em Havana. Em 1976, morria o primeiro-ministro chinês Chou En-Lai. Em 1985, delegações dos EUA e da URSS concluíam o encontro de dois dias em Genebra, acordando o restabelecimento de conversações para o controlo de armamentos.
Em 1989, a URSS assegurava a destruição dos seus stocks de armas químicas. Em 1990, morria o ator britânico Terry Thomas, 78 anos. Em 1991, o presidente norte-americano, George Bush, exortava os aliados a não aceitarem nenhum compromisso com o Iraque sobre a questão do Golfo. Em 1992, o deputado social-democrata Montalvão Machado, 70 anos, despedia-se da Assembleia da República.
Em 1996, morria o antigo presidente francês François Mitterrand, 79 anos. Em 1998, o paquistanês Ramzi Youssef era declarado o principal responsável pelo atentado contra o World Trade Center, em 1993, sendo condenado a prisão perpétua. Em 2002, morria Aleksandr Prokhorov, 85 anos, académico russo, Nobel da Física em 1964. Em 2003, o ator José Viana, 80 anos, falecia em Lisboa.

Em 2004, 400 técnicos da equipa norte-americana especializada em busca de armamento de destruição maciça abandonavam o Iraque, sem que alguma arma tivesse sido descoberta. Em 2005, a Partex Oil and Gas Corporation, da Gulbenkian, renovava a concessão de petróleo em Oman até 2044.

Em 2006, começava a campanha eleitoral para as presidenciais de 22 de janeiro. E a National Society of Film Critics dos EUA elegia “Capote”, de Bennet Miller, o melhor filme de 2005.

Em 2007, o islamita marroquino Mounir al Motassadeq, declarado culpado de cumplicidade nos atentados de 11 de Setembro de 2001 nos Estados Unidos, era condenado a 15 anos de prisão pelo Tribunal de Hamburgo.

Era lançado o primeiro jornal gratuito desportivo português, Diário Desportivo, dirigido por Fernando Correia, enquanto a atleta sueca Carolina Kluft, campeã da Europa de heptatlo, era eleita Atleta Europeia do Ano. Morriam Iwao Takamoto, 81 anos, desenhador norte-americano, criador das personagens animadas Scooby-Doo e Muttley; e Yvonne De Carlo, 84 anos, atriz canadiana, contracenou com Charlton Heston no filme épico “Os Dez Mandamentos.

Em 2008, o Governo português decide ratificar/confirmar o Tratado de Lisboa da União Europeia por via parlamentar, afastando a opção de um referendo ao documento, enquanto António Marinho Pinto era empossado bastonário da Ordem dos Advogados.

Em 2009, o Governo alterava o regulamento do recenseamento militar, que deixa de ser feito de forma presencial, mas que passa a estender ao sexo feminino a obrigatoriedade de presença no Dia da Defesa Nacional a partir de 2010.

Em 2011, o cantor francês John William, intérprete do “Tema de Lara” do filme “Doutor Jivago” de David Lean (1965), morria em Antibes, no sudeste de França, aos 88 anos.

Em 2012, morria Eduardo Ricou, médico que durante décadas combateu a lepra em Angola, aos 91 anos. Alexis Weissenberg, pianista búlgaro, morria, aos 81 anos, vítima de doença prolongada, em Lugano, na Suíça, onde residia. Morria José Vaz Pinto, fundador do Banco Alimentar, aos 81 anos, vítima de cancro.

Em 2015, Andraé Crouch, cantor e compositor “gospel” norte-americano, morria aos 72 anos, em Los Angeles, depois de ter sido hospitalizado após um ataque de coração.

Em 2016, Otis Clay, cantor norte-americano que entre os 1960 e 1980 se destacou na cena da música soul, blues e gospel, morria aos 73 anos.

Em 2017, morria, aos 88 anos, Daniel Serrão, médico português. Morria, aos 82 anos, Akbar Hashemi Rafsanjani, antigo presidente iraniano. Morria, com 91 anos, Nicolai Gedda, tenor sueco que se manteve ativo na cena lírica internacional durante mais de meio século.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here