Início aconteceu Efemérides do dia de hoje – 08 agosto 2018

Efemérides do dia de hoje – 08 agosto 2018

COMPARTILHE

“COISAS” DO DIA DE HOJE
Hoje é quarta-feira, 08 de agosto, ducentésimo vigésimo dia do ano.
Dia Mundial do Gato. Faltam 145 dias para o final de 2018.
Nos céus, a Lua encaminha-se para a Fase Nova. Lua Nova, dia 11, às 10:58. O Sol nasce às 06:44 e o ocaso regista-se às 20:40.
Os nascidos nesta data pertencem ao signo de Leão, destacando-se o primeiro arquiteto profissional norte-americano, Charles Bullfinch (1763), a compositora francesa Cécile Cheminade (1857), o poeta britânico Philip Larkin (1922), a atriz norte-americana e antiga campeã olímpica de natação Esther Williams (1923), o ator norte-americano Dustin Hoffman (1937), a cantora Connie Stevens (1938) e o ator Keith Carradine (1949).

O QUE ACONTECEU NESTE DIA EM …
Em 1583, morria Fernão Mendes Pinto, autor de “Peregrinação”. Em 1709, Bartolomeu de Gusmão apresentava a máquina voadora a D. João V. Em 1786, o ponto mais alto dos Alpes, o Mont Blanc, era atingido pela primeira vez, por Michael Gabriel-Paccard e Jacques Balmat. Em 1832, a Companhia das Índias Orientais, comandada por William Bentinck, anexava o Qatar. Em 1876, Thomas Edison registava a patente do mimógrafo, antepassado das fotocopiadoras.
Em 1879, nascia Emiliano Zapata, líder da revolta dos camponeses contra o Governo do país. Em 1912, Norton de Matos, governador da República Portuguesa em Angola, decretava a criação da cidade de Huambo. Em 1915, na Grande Guerra 1914-18, começava a Batalha de Sari Bair, pelo controlo do Mediterrâneo. Em 1929, o dirigível alemão Graf Zeppelin iniciava a volta ao mundo.
Em 1940, começava a Batalha de Inglaterra. Cinco anos mais tarde, em 1945, representantes das quatro potências vencedoras da II Guerra Mundial aprovavam, em Londres, a criação do tribunal internacional de guerra para julgar os criminosos nazis, que viria a funcionar em Nuremberga.

Em 1953, os EUA e a Coreia do Sul assinavam o acordo de cooperação para a defesa mútua. Em 1960, as Nações Unidas exigiam a saída das tropas belgas do Congo, e a Costa do Marfim proclamava a Independência. No mesmo dia, nos EUA, a farmacêutica GD Searle lançava no mercado a primeira pílula anticoncecional (Envoid).
Em 1961, em Angola, as forças portuguesas, tendo tomado Zala e Quincuzo, progrediam para Nambuangongo. Em Portugal, era feita a entrega de “brevets” às primeiras cinco enfermeiras para-quedistas. Em 1963, no Reino Unido, um grupo de 15 indivíduos assaltava o comboio-correio Glasgow-Londres, apoderando-se de mais de 2,6 milhões de libras.

Em 1974, o presidente dos EUA Richard Nixon anunciava a demissão, na sequência do Caso Watergate. No mesmo dia, no Estabelecimento Prisional de Lisboa, antigos agentes da PIDE-DGS amotinavam-se. A revolta foi dominada. Em 1975, tomava posse o V Governo Provisório português, liderado por Vasco Gonçalves. Em 1981, em plena Guerra-Fria, a Casa Branca anunciava o projeto de produção da bomba de neutrões, nos EUA.

Em 1984, o apuramento final dos últimos Censos da população portuguesa acusava, pela primeira vez, a diminuição para metade da taxa de crescimento demográfico, na década anterior. Em 1988, o Irão e o Iraque assinavam o cessar-fogo, que iria pôr fim à guerra entre os dois estados. Dois anos depois, o Iraque anexava o Kuwait. No mesmo dia, o Reino Unido decidia colocar forças aéreas e navais no Golfo Pérsico.
Em 1991, deputados portugueses pediam, em Nova Iorque, o embargo à Indonésia, pela ocupação e repressão em Timor-Leste. Em 1996, o Governo português atribuía a Medalha de Mérito Desportivo aos velejadores Hugo Rocha e Nuno Barreto, e o Colar de Honra e Mérito à atleta Fernanda Ribeiro, distinguidos nos Jogos Olímpicos de Atlanta. No mesmo dia era decretada a falência dos estaleiros polacos de Gdansk, local de nascimento do sindicato polaco Solidariedade.
Em 2000, morriam 19 pessoas num atentado à bomba no Metro de Moscovo. Em 2001, era aprovada a nova Lei das Finanças Regionais. Em 2002, morria o escritor chileno Francisco Coloane, autor de “Terra de Fogo”. Em 2003, o representante especial do secretário-geral da ONU no Iraque, Sérgio Vieira de Mello, reunia-se, no Egito, com responsáveis da Liga Árabe, para acelerar o processo de devolução do Governo aos iraquianos.

Em 2004, as autoridades iraquianas repunham a pena de morte. No mesmo dia, morriam Henrique Abranches, 72 anos, escritor angolano, autor de “A Konkhava de Feti”, e a atriz norte-americana Fay Wray, 98 anos, a “namorada” de King Kong.

Em 2005, o antigo responsável do programa da ONU Petróleo por Alimentos, para o Iraque, Benon Sevan, era acusado de corrupção. E a atriz norte-americana Barbara Bel Geddes morria aos 82 anos.

Em 2006, Francis Obikwelu conquistava a medalha de ouro dos 100 metros nos Europeus de Atletismo em Gotemburgo, Suécia, ao vencer a final em 9,99 segundos, novo recorde da competição.

Em 2007, o “Creoula”, Navio de Treino de Mar (NTM) da Armada Portuguesa ganhava o prémio da embarcação que mais contribuiu para o intercâmbio de culturas durante a regata “Tall Ships Race Med 2007”, que terminou em Génova, Itália. Morriam Nicolau Casaus, 94 anos, antigo dirigente do FC Barcelona; e Josef Carl Engressia, Joybubbles, 58 anos, um dos precursores dos “hackers” informáticos, conhecidos nos anos 70 por “phone phreaks”.

Em 2008, o Estádio Bessa, no Porto, sede do Boavista Futebol Clube, era penhorado pela Direcção-Geral de Contribuições e Impostos (DGCI) e posto à venda pelo valor mínimo de 28,317 milhões de euros. Às 13:08 de Lisboa, ou seja, 08:08 da noite de 08/08/2008 em Pequim (o número oito é para os chineses sinal de prosperidade e sorte) a China encantava o planeta com uma cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos à altura da sua história milenar. Foram 14.000 figurantes (entre os quais 9.000 do exército), que, durante três horas e meia de ilusão, mostraram a cerimónia ao Mundo e a 91.000 privilegiados espectadores no Estádio Nacional de Pequim – “Ninho do Pássaro”. Diz o comité organizador que foram cerca de 4.000 milhões os espectadores a acompanhar a emissão em torno do planeta, o que, a confirmar-se, será o espetáculo mais visto na história da humanidade. Morria o ator Mário Sancho, que integrou o elenco da companhia profissional do Teatro Experimental do Porto (TEP) entre 1978 e 1989, após prolongada doença.

Em 2009, morria, aos 79 anos, Raul Solnado, ator de revistas, comédias e telenovelas. Desde o palco da Sociedade Guilherme Cossul, Solnado tornou-se primeira figura em diversas revistas do Parque Mayer, em Lisboa, ao lado de nomes como António Silva, Humberto Madeira e Vasco Santana. “A guerra de 1914/1918” ou “É do inimigo?” tornaram Raul Solnado um nome de primeiro plano da cena portuguesa.

Em 2011, o novo primeiro-ministro do governo no exílio do Tibete tomava posse, substituindo o dalai-lama como líder político dos budistas tibetanos, numa cerimónia em Dharamsala (norte da Índia). Lobsang Sangay, um jurista que estudou nos Estados Unidos, tornava-se assim no primeiro homem na história do Tibete a assumir um poder político superior ao do dalai-lama.

Em 2012, Fernando Pimenta e Emanuel Silva conquistavam a primeira medalha olímpica para a canoagem portuguesa, nos Jogos Olímpicos de Londres (medalha de prata). Sarah Attar tornava-se a primeira mulher saudita a competir no atletismo olímpico, usando um lenço na cabeça (hijab), uma camisa verde de mangas compridas e umas leggins pretas, terminando em último a eliminatória dos 800 metros nos Jogos Londres2012.

Em 2015, o líder do Conselho da Revolução Maubere (CRM), Mauk Moruk, e o seu número dois são mortos numa troca de tiros com efetivos das forças de segurança timorenses que os perseguiam desde março.

Em 2016, a Austrália sagrava-se a primeira campeã olímpica de râguebi de sete, após impor-se na final à Nova Zelândia por 24-17, no Rio de Janeiro. Edward Daly, bispo célebre por ter acenado com um lenço branco a soldados durante o massacre designado de Bloody Sunday em 1972 na Irlanda do Norte, morria aos 82 anos. Morria Bernard Farrelly, australiano e o primeiro surfista a sagrar-se campeão do mundo, aos 71 anos, depois de uma vida dedicada a promover a modalidade, que ajudou a popularizar na década de 60.

Em 2017, morria, aos 81 anos, Glen Campbell, lenda da música ‘country’.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here