COMPARTILHE

Hoje é quarta-feira, 06 de fevereiro, trigésimo sétimo dia do ano.
Dia Internacional de Tolerância Zero à Mutilação Genital Feminina.
Faltam 328 dias para o final de 2019.

Nesta data, em 1701, começava a guerra da sucessão em Espanha. Em 1715, catorze anos mais tarde, era assinado o Tratado de Utreque, que lhe punha termo. Em 1741, morria Clemente XII, que concedera diversos privilégios ao Patriarcado de Lisboa. Em 1899, era ratificado o Tratado de Paris, através do qual Espanha cedia Cuba, Porto Rico, Guam e as Filipinas, aos EUA, por 20 milhões de dólares.
Em 1901, morria o poeta e estadista português Tomás Ribeiro. Em 1962, na Argélia, ocorriam combates entre tropas do exército francês e a Organização do Exército Secreto (OAS), que defendia a manutenção
da colónia. Em 1964, o Reino Unido e a França concordavam em construir um túnel sob o Canal da Mancha, projecto que viria a ser retomado em 1986.

Em 1965, estreava-se, no Teatro Avenida, em Lisboa, a peça “O Motim”, de Miguel Franco, cuja representação viria ser proibida alguns dias mais tarde. Em 1985, morria, com 78 anos, James Hardley Chase, escritor britânico de crime e mistério.

Em 1989, morria, aos 80 anos, o cineasta francês André Cayatte. Em 1992, Portugal prosseguia o processo de liberalização da televisão, atribuindo as licenças das duas redes nacionais de emissão aos consórcios privados SIC, da Controljornal, e TVI, do Episcopado.

Em 1998, o Governo holandês aprovava o diploma que permite a adopção de crianças por casais do mesmo sexo. Em 2000, a Rússia anunciava a tomada de Grozny, na Tchechénia. Em 2003, morria, com 80 anos, o poeta moçambicano José Craveirinha, primeiro Prémio Camões (1991).

Em 2004, Portugal assumia o compromisso de venda da maioria do capital da central hidroeléctrica de Cahora-Bassa a Moçambique. E um atentado no metropolitano de Moscovo causava a morte de 39 pessoas e 134 feridos. Em 2005, começava a campanha eleitoral para as Eleições Legislativas de 20 de fevereiro.

Em 2006, a Sonae lançava Oferta Pública de Aquisição sobre a Portugal Telecom e a PT Multimédia. Os protestantes do Ulster recusavam a partilha do poder com os republicanos do Sinn Fein. E começava o julgamento em Alexandria, Virgínia, EUA, do franco marroquino Zacarias Moussaoui, acusado de envolvimento nos atentados de 11 de Setembro de 2001.

Em 2007, a Prisa passava a deter 73,7 por cento da Media Capital, após OPA voluntária de 26 de outubro de 2006, e lança OPA preliminar obrigatória. Seis dezenas de países assinavam em Paris a Convenção para a Protecção de Todas as Pessoas Contra os Desaparecimentos, enquanto a União Europeia e a Ucrânia assinavam o acordo de cooperação que prevê a criação de uma zona de livre comércio a partir de 2008. O poeta, ficcionista, ensaísta e tradutor Vasco Graça Moura era galardoado com o Prémio Vergílio Ferreira 2007. Morria Frankie Laine, cantor norte-americano. Tinha 93 anos.

Em 2008, o Presidente da República italiana dissolvia o parlamento, medida necessária para a convocação de eleições antecipadas para resolver a crise governamental criada pela demissão do primeiro-ministro. O velejador olímpico português João Rodrigues ascendia ao primeiro lugar do ranking mundial da classe RS:X (prancha à vela), de acordo com o divulgado pela Federação Internacional de Vela. Morria, aos 73 anos, o pintor Luís Ralha, que desde os anos 80 participou em dezenas de exposições, vítima de cancro.

Em 2010, o padre José Tolentino de Mendonça recebia o prémio literário da Fundação Inês de Castro (FIC). Morriam o saxofonista e compositor britânico John Dankworth, antigo director musical de Ella Fitzgerald e Nat “King” Cole, em Londres, aos 82 anos; e o secretário de Estado das Pescas de Timor-Leste, Eduardo de Carvalho.

Em 2011, morria, aos 93 anos, o antigo ciclista algarvio José Martins. O atleta venceu a Volta a Portugal em bicicleta em 1946 (Iluminante) e em 1947 (Benfica). Morria, com 58 anos, guitarrista Gary Moore.

Em 2012, morria, aos 88 anos, Antoni Tàpies, pintor espanhol considerado uma das referências da arte do século 20.

Em 2013, o chefe da oposição tunisina, Chokri Belaid, era morto a tiro em Tunes.

Em 2015, morria, aos 78 anos, Assia Djebar, pseudónimo literário de Fatema Zohra Imalayen, escritora argelina, membro da academia francesa e activista dos direitos das mulheres no seu país.

Em 2017, morria, aos 45 anos, Joost van der Westhuizen, sul-africano considerado um dos melhores jogadores de râguebi de sempre, em consequência da doença de Charcot.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here