COMPARTILHE

“COISAS” DO DIA DE HOJE

Hoje é sexta-feira, 02 de novembro, tricentésimo sexto dia do ano.
Dia de Finados ou de Fiéis Defuntos e Dia internacional de Protecção aos Jornalistas.
Faltam 59 dias para o final de 2018.
Os nascidos nesta data pertencem ao signo escorpião destacando-se Maria Antonieta (1755), o pioneiro norte-americano Daniel Boone (1734), o escritor português Teixeira de Pascoais (1877), o actor norte-americano Burt Lancaster (1913), o cineasta italiano Luchino Visconti (1906), o escritor português Jorge de Sena (1919).

O QUE ACONTECEU NESTE DIA EM …

Nesta data, em 1917, era publicada a Declaração Balfour sobre a Palestina. Em 1930, a empresa DuPont apresentava a primeira borracha sintética. Em 1950, morria o escritor e dramaturgo irlandês George Bernard Shaw, autor de “Pigmaleão” e “A Outra Ilha de John Bull”. Em 1954, morria o pintor francês Henri Matisse.
Em 1956, a Hungria renunciava ao Pacto de Varsóvia e pedia ajuda às Nações Unidas para enfrentar a invasão soviética, o que foi vetado pela URSS, no Conselho de Segurança. Em 1962, o presidente dos EUA, John Kennedy, anunciava o termo da crise dos mísseis de Cuba.

Em 1972, a Assembleia-geral da ONU reconhecia legitimidade à luta armada contra Portugal em África. Em 1975, era assassinado o realizador italiano Pier Paolo Pasolini. Em 1976, era empossada a Comissão Constitucional, presidida por Melo Antunes.

Em 1982, entrava em funcionamento a Agência NP – Notícias de Portugal. Na mesma data, o exército iraniano proclamava a “vitória total” na ofensiva nocturna contra as forças iraquianas, nas montanhas do Irão ocidental.
Em 1983, o Diário da República publicava o Decreto-lei que veio regulamentar o “lay-off”, suspensão do contrato de trabalho e redução temporária dos períodos normais de trabalho. Em 1985, a atleta portuguesa Aurora Cunha conquistava em Gateshead, Inglaterra, o Campeonato do Mundo de estrada.
Em 1989, os presidentes dos países lusófonos, reunidos no Brasil, assinavam o ato constitutivo do Instituto Internacional de Língua Portuguesa. Em 1996, na Irlanda, reunia-se a convenção do IRA, pela primeira vez em dez anos.

Em 1997, um temporal provocava inundações e elevados prejuízos na região de Lisboa. Em 1998, o furacão Mitch devastava a Nicarágua e as Honduras, causando a morte a cerca de dez mil pessoas.

Em 2003, no Iraque, morriam 16 soldados norte-americanos e 26 ficavam feridos na queda de um helicóptero, abatido perto de Fallujah, a oeste de Bagdad. Em 2004, o republicano George W. Bush era reeleito para a Presidência dos EUA. No mesmo dia, era assassinado o cineasta holandês Theo van Gogh, numa rua de Amesterdão.

Em 2005, Portugal e Moçambique chegavam a acordo sobre a entrega do controlo da gestão da barragem de Cahora Bassa ao país africano. Na Guiné-Bissau, tomava posse Aristides Gomes como 12.º primeiro-ministro, desde a independência, em 1973. No mesmo dia, a fadista Mariza era nomeada Melhor Artista de World Music pela BBC 3, repetindo a distinção de 2003. E a NASA anunciava a descoberta de duas luas de Plutão.

Em 2006, o Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga dava razão aos moradores do “prédio Coutinho”, em Viana do Castelo, suspendendo a eficácia da declaração de utilidade pública que permitia a expropriação e demolição do edifício.

Em 2007, mais de 70 países apoiavam um projecto de resolução na Assembleia-geral da ONU apelando a uma moratória sobre as execuções, com o objectivo de abolir totalmente a pena de morte. Morria o dramaturgo Alexandre Babo, 91 anos, um dos fundadores do Teatro Experimental do Porto.

Em 2008, o inglês Lewis Hamilton (McLaren-Mercedes) tornava-se o mais jovem campeão mundial da história da fórmula 1, ao terminar no quinto lugar o Grande Prémio do Brasil, em Interlagos, última prova do Mundial de 2008, enquanto o francês Sébastien Loeb (Citroën C4) garantia o seu quinto título consecutivo de campeão mundial graças ao terceiro lugar obtido no Rali do Japão. Era inaugurado o Autódromo Internacional do Algarve.

Em 2009, morria Alda Merini, poetisa italiana, autora de “A Terra Santa”, com 78 anos.

Em 2010, morria, aos 92 a nos, o realizador de televisão Ruy Ferrão. Morria, aos 86 anos, o maestro russo Rudolf Barshai.

Em 2012, morria Pino Rauti, ex-secretário de Estado e um dos fundadores do pró fascista Movimento Social Italiano. Tinha 86 anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here