Início aconteceu Efemérides do dia 07 agosto 2018

Efemérides do dia 07 agosto 2018

COMPARTILHE

“COISAS” DO DIA DE HOJE

Hoje é terça-feira, 07 de agosto, ducentésimo décimo nono dia do ano.
Faltam 146 dias para o final de 2018.
Nos céus, a Lua encaminha-se para a Fase Nova. Lua Nova, dia 11, às 10:58. O Sol nasce às 06:43 e o ocaso regista-se às 20:41.
Os nascidos nesta data pertencem ao signo Leão, destacando-se Margaret Gertrude Zelle ou Mata Hari (1876), o estadista norte-americano Ralph Bunch (1904), o antropólogo britânico Louis Leakey (1903) e o cineasta norte-americano Nicholas Ray (1911).

O QUE ACONTECEU NESTE DIA EM …

Nesta data, em 1500, D. Manuel de Portugal concedia novo Foral a Lisboa. Em 1660, morria o pintor espanhol Velasquez. Em 1815, Napoleão Bonaparte era desterrado para a Ilha de Santa Helena. Em 1875, em Lisboa, era publicado o primeiro número do jornal O Protesto, órgão do Partido Socialista Português.

Em 1897, a expedição francesa no Sudão, chefiada pelo major Marchand, chegava ao rio Bahr-el-Ghazali. Em 1912, a Rússia e o Japão assinavam o acordo que definia as respectivas esferas de influência na Mongólia e na Manchúria. Em 1916, o Parlamento português aprovava a participação nacional na I Grande Guerra.

Em 1940, Winston Churchill, primeiro-ministro britânico, e o general De Gaulle, em Londres, chegavam a acordo sobre a criação das Forças Francesas Livres, estruturando-se a resistência à ocupação alemã, na II Guerra Mundial. Um ano depois, aviões soviéticos efectuavam os primeiros bombardeamentos sobre Berlim. Em 1942, na Batalha do Pacífico, forças norte-americanas desembarcavam em Guadalcanal.
Em 1951, o Congresso norte-americano rejeitava a proposta soviética de um acordo sobre armas atómicas, advertindo a URSS de que deveria honrar os compromissos existentes. Em 1959, a China invadia a zona fronteiriça do nordeste da Índia. Na mesma data, a cápsula americana Explorer 6 tirava a primeira fotografia da Terra vista do Espaço.

Em 1960, a Costa do Marfim proclamava a independente.
Em 1961, na eclosão da Guerra Colonial, o ministro do Exército do ditador Oliveira Salazar, Almeida Fernandes, em entrevista à emissora oficial de Angola, afirmava colocar-se apenas “um dilema” “aos terroristas”: “A rendição incondicional ou o aniquilamento total”. O conflito durou 13 anos.
Em 1964, o Congresso dos EUA autorizava o presidente Lyndon Johnson a aumentar o envolvimento militar norte-americano no Vietname. Em 1971, os três astronautas da nave espacial norte-americana Apollo-15, que exploraram o solo lunar, chegavam ao Oceano Pacífico.
Em 1975, era divulgado o Documento Melo Antunes, ou Documento dos Nove, subscrito por nove militares portugueses, que representavam a chamada facção moderada do MFA e se opunham às teses políticas do Documento Guia Povo/MFA, apresentado no mês anterior. Elaborado por Ernesto Melo Antunes, também autor do Programa Económico de Transição, o Documento dos Nove era subscrito por Vítor Alves, Vasco Lourenço, Vítor Crespo, Franco Charais, Pezarat Correia, Sousa e Castro, Canto e Castro e Costa Neves. A sua divulgação marcou o começo do fim do chamado PREC, Período Revolucionário em Curso.
Em 1981, era divulgado o Plano Fahd, que definia, em oito pontos, uma estratégia de paz para o Médio Oriente, de acordo com as resoluções 242 e 338 das Nações Unidas. Em 1983, começava, em Helsínquia, o Campeonato do Mundo de Atletismo. Fernando Mamede vencia a primeira eliminatória dos dez mil metros e Carlos Lopes classificava-se em segundo lugar.

Em 1988, morria Henri Frenay, um dos fundadores da Resistência Francesa à ocupação nazi. Em 1990, os EUA anunciavam o envio de forças aéreas e terrestres para o Golfo Pérsico. Em 1991, uma missão da ONU confirmava, em Bagdade, a produção de armas bacteriológicas pelo Iraque.

Em 1995, no âmbito do Plano Hidrográfico Espanhol, começava a transferência das águas da cabeceira do rio Tejo para as terras de Múrcia e Alicante. Em 1998, morria Dulcino Caiano Pereira, 62 anos, fundador da Intersindical. No mesmo dia, dois atentados contra alvos norte-americanos, no Quénia e na Tanzânia, faziam 70 mortos e 1.200 feridos.
Em 2000, morria o actor britânico Alec Guiness, 82 anos. Em 2001, o Instituto de Comunicações de Portugal, entidade reguladora do sector, aprovava a metodologia para a partilha de infraestruturas de estações remotas de monitorização e controlo do espectro radioeléctrico. No mesmo dia, o ex-presidente do Benfica, João Vale e Azevedo, entrava em regime de prisão preventiva por decisão do Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa.
Em 2002, o atleta nigeriano, naturalizado português, Francis Obikwelu, conquistava a medalha de prata dos 100 metros, nos Campeonatos Europeus de Atletismo, com a marca de 10,06 segundos.
Em 2003, morriam 14 pessoas na explosão de um carro armadilhado, em frente à embaixada da Jordânia, em Bagdade, no Iraque. Nos EUA, o actor de origem austríaca Arnold Schwarzenegger confirmava a candidatura ao cargo de governador da Califórnia, pelos Republicanos, num “talk show” da NBC.

Em 2004, morria Manuel Faria, 72 anos, antigo atleta do Sporting, primeiro vencedor português da corrida de São Silvestre de São Paulo (1956 e 1957). No mesmo dia, desapareciam Bernard Levin, 76 anos, colunista do Times e comentador político do Spectator, e Paul “Red” Adair, 89 anos, o mais conhecido especialista norte-americano no combate a incêndios em instalações petrolíferas, coordenador das equipas que dominaram os fogos do Kuwait, em 1991.

Em 2005, morria Peter Jennings, 67 anos, jornalista norte-americano de origem canadiana, repórter, pivot e editor do World News da cadeia ABC. E o estudo do poder de compra da ECA International colocava a capital de Timor-Leste, Díli, no 8º lugar entre as cidades mais caras da Ásia, à frente de Singapura e Pequim.

Em 2006, era promulgada a Lei da Paridade e criada a Unidade Técnica de Apoio Orçamental.

Em 2007, morriam João Manuel Varela, 70 anos, médico e escritor cabo-verdiano; Ernesto Alonso, 90 anos, actor, realizador de televisão e de cinema, considerado o pai da telenovela mexicana; Pierre Todeschini, 64 anos, presidente da Confederação Internacional de Cinemas de Arte e Ensaio; e Carlos Eduardo de Soveral, 87 anos, professor, historiador, poeta e ensaísta.

Em 2008, um assalto à dependência do BES de Campolide, em Lisboa, terminava ao fim de oito horas, com a morte de um dos assaltantes, de 35 anos, ferimentos graves no outro, de 23 anos, e a libertação dos dois reféns, entre os quais a gerente do banco. Inicialmente, os assaltantes, brasileiros, fizeram seis reféns, que manietaram com braçadeiras de plástico, mas a polícia libertou quatro pouco depois. A Geórgia desencadeava “um assalto” à república separatista da Ossétia do Sul e decorrem “combates” na proximidade na capital regional Tskhinvali. Os Police despediam-se dos palcos em Madison Square Garden, em Nova Iorque, 30 anos depois da edição do primeiro disco da banda britânica de Sting. Morria o dramaturgo inglês Simon Gray, autor de mais 30 peças para o palco e a televisão, entre as quais “Butley” e “O idiota”, adaptada do romance homónimo de Dostoievsky.

Em 2010, morria António Dias Lourenço, histórico dirigente comunista. Tinha 95 anos.

Em 2011, Nancy Wake, espia australiana e heroína da resistência francesa, morria aos 98 anos. Morria Marshall Grant, baixista do grupo Tennesse Two, conjunto original de Johnny Cash, aos 83 anos, nos Estados Unidos.

Em 2012, morria João Dixo, artista plástico, presidente do conselho científico da Escola Universitária das Artes de Coimbra , aos 71 anos, vítima de doença súbita.

Em 2016, Gustavo Bueno, filósofo espanhol cuja figura e opiniões contundentes e polémicas se propagaram através da sua presença na comunicação social e em tertúlias televisivas, morria aos 91 anos, após uma vida dedicada ao ensino universitário.

Em 2017, morria, aos 79 anos, Betty Cuthberg, ícone do atletismo australiano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here