COMPARTILHE

O dia de hoje em resumo

Hoje é sexta-feira, 08 de junho, centésimo quinquagésimo nono dia do ano e Dia Mundial dos Oceanos. Faltam 206 dias para o final de 2018.

Este dia é dedicado à Beata Maria do Divino Coração e ao Beato Ambrósio Fernandes.
Nos céus, a Lua encaminha-se para a Fase Nova. Lua Nova, dia 13, às 20:43.

O Sol nasce às 06:12 e o ocaso regista-se às 21:00.

No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 11:34 e 23:54, a baixa-mar às 04:59 e 17:27.

Gémeos é o signo dos nascidos nesta data, destacando-se o astrónomo italiano Giovanni Cassini (1625), o compositor alemão Robert Schumann (1810), o arquiteto norte-americano Frank Lloyd Wright (1869), o cineasta Ernest B. Schoesdack (1893), a escritora Marguerite Yourcenar (1903), o ator Robert Preston (1918), o ex-ministro português dos Negócios Estrangeiros e presidente da Assembleia da República Jaime Gama (1947), a atriz norte-americana Kathy Baker (1947) e a brasileira Sónia Braga (1950), o “cartoonista” Scott Adams (1957), criador de Dilbert, a atriz Julianna Margulies (1966) e a tenista Nadia Petrova (1982).

 O que acontece hoje

Nesta data, em 1859, D. Pedro V criava o Curso Superior de Letras. Em 1869, o norte-americano Ives Mcgaffney, de Chicago, registava a patente da “máquina de varrer”, depois designada aspirador. Em 1928, a estação WGY, de Nova Iorque, iniciava emissões experimentais de televisão.

Em 1958, Humberto Delgado, candidato da Oposição Democrática à Presidência da República Portuguesa, era dado por vencido, com base na maciça fraude eleitoral montada pelo regime. Américo Tomás, candidato do partido único, União Nacional, assumia o cargo. O ditador Oliveira Salazar promoveria então a revisão da Constituição, substituindo a eleição direta do presidente da República pelo voto de um colégio eleitoral resultante da Assembleia da União Nacional.

Em 1968, James Earl Ray, assassino do líder negro norte-americano Martin Luther King, era preso na capital britânica. Em 1971, o presidente chileno Salvador Allende declarava o estado de emergência. Em 1975, a assembleia nacional do Vietname do Norte declarava Hanói capital do país.
Em 1976, morria, num desastre de helicóptero perto de Vila Nova de Gaia, o ministro do ambiente de S. Tomé e Príncipe, Daniel Dias. No acidente ficaria ferido o Comandante da Região Militar Norte, brigadeiro Pires Veloso. Em 1988, morria o israelita Wellesley Aron, 87 anos, fundador de Neve Shalom (Fonte de Paz), aldeia estabelecida por judeus e árabes, em Israel. Em 1989, morria o cantor português Tony de Matos, 65 anos.

Em 1998, 185 países da ONU, reunidos em Nova Iorque, assinavam o compromisso internacional de luta contra o narcotráfico. Em 2000, o grupo Microsoft era obrigado a dividir-se em duas sociedades, por abuso de posição dominante. Em 2003, morria o jornalista português Rogério Severino, de 56 anos, antigo correspondente da ANOP e da Agência Lusa, ex-colaborador do Jornal de Notícias. No mesmo dia, na Polónia, 74,7 por cento dos eleitores aprovava a adesão à União Europeia.

Em 2004, o trânsito de Vénus era percetível sobre a imagem do disco solar. E, em 2005, morria Arthur Dunkel, 72 anos, diplomata suíço nascido em Lisboa, antigo diretor-geral do GATT (1980-93), pioneiro da OMC.

Em 2006, era aprovado o projeto de alteração ao Estatuto dos Deputados e o Governo definia a Estratégia Nacional de Desenvolvimento Sustentável. No Iraque, morria Abu Musab Al-Zarqawi, 39 anos, tomado como líder da Al-Qaida no país.

Em 2007, a cantora de jazz Jacinta era escolhida por 20 editores europeus da revista Selecções Reader’s Digest como “a melhor artista jovem de jazz” da Europa, enquanto a pianista Maria João Pires vencia o Prémio Eduardo Lourenço 2007. O compositor português João Pedro Oliveira vencia o 1.º Prémio do 34. Concurso Internacional de Música e Arte Sonora Eletrónicas de Bourges, em França, na categoria de música instrumental e eletrónica.

Em 2009, morria, aos 73 anos, Omar Bongo Ondimba, Presidente do Gabão, o mais antigo chefe de Estado africano.

Em 2010, morria, aos 87 anos, o poeta, ensaísta e dramaturgo António Manuel do Couto Viana.

Em 2015, morria Aurélia Borges, professora e escritora, última discípula direta da poetisa Florbela Espanca. Tinha 99 anos.