COMPARTILHE

Os operadores turísticos, como a Solférias e a Soltrópico, já estão a avisar os seus clientes sobre as condições de isenção dos vistos de curta duração, assim como da criação da Taxa de Segurança Aeroportuária nas deslocações a Cabo Verde.

Portugal foi um dos 32 países que, desde 1 de Janeiro deste ano, beneficiam da isenção de visto para estadias de curta duração naquele país. Países fora dessa lista passaram a pagar a nova TSA acrescida do valor do Visto, num total de 65 euros por pessoa, sendo que o valor já inclui a taxa de serviço.

No caso da Solférias a empresa já comunicou as possíveis alterações aos preços. No caso das reservas confirmadas até às 18 horas do dia 20 de Março, cujos dados de passaporte não nos tenham sido comunicados, via on-line ou e-mail (para inserção manual), será aplicado um suplemento adicional de 12 euros por pessoa referente à nova TSA. Já as reservas efectuadas e confirmadas a partir das 18 horas de dia 20 de Março, terão incluídas o serviço de processamento da TSA, com a respectiva actualização de preços efectuada a partir dessa data.

A Solférias alerta para o facto de que a data limite para o tratamento dos dados de passaporte com vista à obtenção da TSA continuar a ser nos cinco dias úteis antes da data de partida. E acrescenta que “a inserção manual dos dados de passaporte por parte do nosso departamento de reservas acresce uma taxa de 15,00 euros/File. A não utilização deste serviço em pacotes turísticos não é reembolsável.” Por outro lado, para estadias que não incluam todos os serviços de um pacote turístico (serviços conforme acima designados), a Solférias cobrará o valor da TSA no valor de 35 euros por pessoa (inclui taxa de serviço).

As condições definidas pela Soltrópico são semelhantes: reservas efectuadas até às 18 horas de 20 de Março, referentes a pacotes turísticos, não sofrerão alterações de preços, independentemente da data de estadia, “desde que os dados de passaporte das respectivas reservas sejam inseridos e/ou comunicados até às 18h do mesmo dia”. No caso de o operador ter de inserir manualmente os dados de passaporte há um suplemento adicional de 12 euros por pessoa, referente à nova TSA, tanto para os individuais como para as reservas de grupos.

A partir dessa data (20 de Março, as reservas efectuadas (e confirmadas) “terão incluídas o serviço de processamento da TSA, com a respectiva actualização de preços efectuada a partir dessa data”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here