Está aqui
Cabo Verde: Hotelaria com resultados muito positivos

Cabo Verde: Hotelaria com resultados muito positivos

 

Segundo os resultados das estatísticas do Instituto Nacional de Turismo de Cabo Verde, nos primeiros três meses do ano de 2017 os hotéis foram os estabelecimentos hoteleiros com maior taxa de ocupação (72%), seguidos pelos aldeamentos turísticos com 49%, hotéis apartamentos com 32% e as pousadas com 25%.

A ilha da Boavista foi a que teve maior taxa de ocupação (86%), um aumento de 6%, seguida da ilha do Sal (73%), mais 8%, e de Santo Antão e São Vicente, ambas com 26%, menos 1%.

No primeiro trimestre de 2017, o número de hóspedes nos estabelecimentos hoteleiros do país aumentou 2,4%, fixando-se nos 195.163 hóspedes, enquanto as dormidas foram de 1.213.345, uma subida de 6,8% em relação ao mesmo período do ano passado.

Em Cabo Verde, segundo os dados do INE/Cabo Verde, os hotéis continuam a ser os mais procurados, com 84,3% do total das entradas, seguidos pelas residenciais (4,7%) e dos aldeamentos turísticos, com 3,6% das entradas de turistas no arquipélago.

O Reino Unido continuou a ser o principal destino de proveniência de turistas, com 21,8% do total das entradas, e foram os que também permaneceram mais tempo no arquipélago, com uma estadia média de 7,9 noites.

Seguem-se França (13,5%), Alemanha (12,3%) e Países Baixos (11,1).

A ilha do Sal foi a mais procurada, representando 47,9% das entradas nos estabelecimentos hoteleiros cabo-verdianos, seguida da ilha da Boavista, com 28,8% e Santiago com 9,9%.

Share this:

Posts relacionados

Deixe Comentário

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial