COMPARTILHE

A Boeing anunciou a parceria com a Aerion no sentido de desenvolver a próxima geração de aeronaves supersónicas. No decorrer do acordo a Boeing vai efectuar um investimento substancial, disponibilizar recursos de engenharia, fabrico e ainda testes de voos, assim como conhecimento estratégico para desenvolver (e lançar no mercado) o jet AS2, desenhado para voar à velocidade de até Mach 1,4 ou 1.000 milhas por hora. Em termos de duração de viagem isso significa fazer um voo transatlântico em apenas três horas. O primeiro voo está agendado para 2023.