COMPARTILHE

O 18º barómetro Europ Assistance, feito pela Ipsos, teve por base uma amostra de 16 mil indivíduos, com idades compreendidas entre os 18 e os 65 e mais anos, de 10 países Europeus, EUA, Brasil, India e China

De acordo com o barómetro 59% dos portugueses planeiam as suas férias de verão, sendo que, em média, organizam as férias com 4 meses de antecedência. Ainda de acordo comeste estudo, 45% dos cidadãos nacionais fazem férias no país, elegendo, como destinos favoritos Espanha, França e Itália. As viagens de sonho são Nova Iorque, Paris, Londres, Roma e Rio de Janeiro. Quanto à estada, 44% ficam em hotéis, 31% em casa de familiares e amigos, enquanto 29% optam por alugueres sazonais.

As coberturas de seguro mais valorizadas são as Despesas Médicas, onde 61% dos inquiridos manifestaram interesse. O repatriamento, nomeadamente, quando o destino é fora da Europa, é igualmente valorizado (41%). Por outro lado, a cobertura de cancelamento de viagem foi também reconhecida (40%).

No que diz respeito aos canais de subscrição de seguros de viagem, o barómetro indica que os portugueses ainda privilegiam a aquisição via companhia de seguros (37%) e agências de viagem (28%) em detrimento da subscrição online (12%).

Um dado interessante e completamente novo neste barómetro diz respeito aos millennials. Esta geração apresenta hábitos disruptivos face às férias tradicionais. Por exemplo, em vez de hotéis procuram alojamentos alternativos, como hostels ou alojamento local, que lhes permite vivenciar os locais onde se encontram. Este segmento de inquiridos, que vivem conectados, privilegiam a marcação de férias e pesquisa de destinos online, contrariando os canais tradicionais.

Neste barómetro, 47% dos inquiridos europeus consideram que as medidas de segurança e outras burocracias para entrar no país, em resultado do Brexit, podem ser desmobilizadores. para quem quer lá fazer férias. Entre os portugueses inquiridos (54) demonstraram mais resistência a visitar o Reino Unido nas férias verão.