COMPARTILHE

O grupo Air France-KLM designou Anne-Marie Couderc, antiga ministra do Trabalho (governo de Alain Juppé) presidente não executiva interina depois da demissão de Jean-Marc Janaillac, no âmbito do braço de ferro entre administração e trabalhadores para aumentos salariais.

Durante o período transitório para finalizar a sucessão do antigo CEO, além da nova presidente executiva interina, foi nomeado um comité de direcção colegial, segundo um comunicado do grupo de transporte aéreo.

Anne-Marie Couderc assume também funções como presidente não executiva do Conselho de Administração da Air France.

A Air France estimou que as greves deverão ter um impacto de 300 milhões de euros e que deverá ser afectada negativamente com a factura do combustível, que aumentará cerca de 350 milhões de euros face a 2017 devido à subida do preço do barril de petróleo.

A apreciação do euro face a outras divisas também terá um efeito desfavorável de cerca de 100 milhões de euros nas contas da transportadora.