COMPARTILHE

No ano em que o Congresso Nacional da Hotelaria e Turismo comemora a 30ª edição o programa dá destaque à vertente mais social do sector. Um evento que se realizará, pela primeira vez, em dois dias (15 e 16 de Novembro), no Pavilhão Carlos Lopes em Lisboa, e cuja sessão de abertura será presidida pelo Primeiro-Ministro, António Costa.

“Que futuro queremos”. Esse é a grande questão que os sete painéis do Congresso tentarão responder.  Em debate estarão temas como o posicionamento de Portugal; as oportunidades e tensões que atravessam os vários destinos nacionais; a questão das áreas metropolitanas; a disrupção digital e a conectividade humana; assim como as (novas) tendências nos segmentos luxo, design, alojamento e restauração.

Pela primeira vez o Congresso terá sete painéis, distribuídos por dois dias. O primeiro dia, 15 de Novembro, começa com o painel “O Futuro do Turismo em Portugal” e onde o actual e anterior presidente do Turismo de Portugal ajudarão a avaliar o sucesso do turismo nacional e debater qual a capacidade de resposta que Portugal terá para os desafios futuros. Segue-se um “Portugal inside out: olhar para dentro”, onde o objectivo é o de “debater “as oportunidades e desafios do interior de Portugal, quais as especificidades de cada destino e o que devemos ter em conta quando criamos um produto/destino turístico”.

A tarde começa com uma avaliação das “Tensões, conflitos e oportunidades nas áreas metropolitanas”, que procurará debater temas como a capacidade de carga; o tratamento de resíduos e a segurança; a turisficação versus gentrificação das cidades; a mobilidade nas áreas metropolitanas e a criação de novas centralidades; assim como o papel da aviação nas acessibilidades e as cidades como hub de um destino turístico.

O primeiro dia de debate termina com o lado mais social do turismo: “Hospitality with a Twist!” e onde se procurará dar resposta a assuntos como os desafios da promoção e da distribuição nos hostels e ainda o co-living e co-working.

O segundo dia começa com uma intervenção do presidente da Confederação do Turismo de Portugal, Francisco Calheiros, seguido da apresentação de vários casos de estudo tecnológicos, aplicados à hotelaria, exemplificativos “Da Disrupção Digital à Conexão Humana”.

O primeiro painel da manhã consiste numa novidade. O trazer o Algarve a Lisboa, mais precisamente debater quais os desafios da região. Da parte da tarde e no painel “Negócios à Mesa” o tema incide sobre a restauração, nomeadamente quais as vantagens (e desvantagens) de um hotel ter um restaurante, assim com a importância da requalificação.

O Congresso termina com “Tendências do Turismo: Um Olhar de Fora”, um painel a pensar no futuro e nas tendências de segmentos importantes como o luxo, a arquitectura, e as novas formas de coabitar e co trabalhar.

No programa consta ainda, no dia 15 de Novembro, um jantar comemorativo dos 30 anos da iniciativa, que será oferecido pela Câmara Municipal de Lisboa e onde intervém Fernando Medina, estando ainda previsto um espectáculo de Miguel Araújo.

s inscrições para o congresso já se encontram abertas e os interessados têm condições especiais até 9 de Outubro, existindo um desconto de 25% até ao final do período de inscrições (9 de Novembro) para as segundas inscrições e restantes da mesma entidade. Mais informações em http://www.congressoahp.pt.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here