Início Turismo AHETA: britânicos foram os que mais contribuíram para a descida

AHETA: britânicos foram os que mais contribuíram para a descida

COMPARTILHE

 

Segundo o comunicado do Gabinete de Estudos da Associação de Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA) e no que concerne à evolução mensal da actividade do sector, o Algarve registou em janeiro de 2018 uma taxa de ocupação global média/quarto foi de 35,7%, 0,3 pp inferior da verificada no ano anterior (-1%).

De acordo com os dados provisórios revelados pela AHETA, o mercado que mais contribuiu para a descida verificada foi o britânico (-19,4%). Os mercados francês (+35,8%), holandês (+8,2%), e alemão (+4,2%) foram os que mais contrariaram a descida verificada.

Por zonas geográficas, as maiores descidas verificaram-se em Albufeira (-14,1%), Vilamoura / Quarteira / Quinta do Lago (-10,2%) e Monte Gordo / VRSA (-7,4%).

As principais subidas registaram-se em Tavira (+21%), Lagos / Sagres (+19,6%) e Carvoeiro / Armação de Pêra (+7,2%).

O volume de vendas subiu 7,4 por cento durante o mês face ao período homólogo.

Em termos acumulados, nos últimos 12 meses, a taxa de ocupação quarto regista uma subida de 1,4%.