COMPARTILHE

Agadir – ex-Santa Cruz do Cabo de  Gué – é, talvez, a zona mais importante de Marrocos, com imensas praias de areia fina que se estendem por mais de 10km e com mais de 300 dia de sol por ano. É a capital da região de Souss-Massa-Drâa.

Refira-se, a propósito, que Agadir faz parte do Top 10 do Clube das Baías Mais Belas do Mundo, com um porto desportivo que tem capacidade para várias centenas de barcos de recreio. A sua cornija é ideal para grandes caminhadas à beira-mar, sempre com a baía e o porto como pano de fundo.

Destruída por um forte terramoto no dia 29 de fevereiro de 1960, quando faltavam 15 minutos para a meia-noite – também em 1731 tinha sido destruída por um outro terramoto -, o seu Qasabah (casbá), apesar de não conservar as sua muralhas originais, continua a ser um marco da cidade e é daqui que se podem ver os pôr-do-sol mais bonitos da região. A reconstrução da cidade começou em 1961.

Por volta de 1930, Agadir é uma etapa importante da companhia aérea Aeropostale – mais tarde, juntamente com outras, “transformou-se” na Air France – em que Antoine de Saint-Exupéry e Mermoz fazem escala.

A sul da cidade existe um interessante local a visitar: a nova medina, reconstruída no início dos anos 90 pelo arquitecto italiano Coco Polizzi.

Uma urbanização cuidada, artesanato, restaurantes e cafés, lojas diversas, etc., que transmitem o sentimento e a alma marroquina. Junte-se a isto o “souk” de jóias e o café mourisco. Tudo isto, vale por si só uma visita.

Mas, Agadir não e só sol e praia. É também conhecida pelas suas tradições berberes, pelo seu dinâmico porto, os monumentos e os mercados pitorescos.

E quando o sol se põe… surge uma vida nocturna trepidante, restaurantes, bares, casinos, discotecas, espectáculos e muita animação.

Em resumo, pode dizer-se que Agadir é um encanto intacto que se pode descobrir durante todo o ano.

E quem está de férias em Agadir deve também aproveitar fazer algumas visitas ou aventuras a localidades próximas. Por exemplo, a Essaouira, a Massa em 4×4 ou o encanto de uma noite berbere.

Essaouira fica na estrada para Casablanca e é um antigo porto corsário no Atlântico, então com o nome de Mogador.

A cidade foi fundada pelos portugueses e lembra a cidade de Saint-Malo, na Bretanha. A sua porta de entrada é pitoresca e a medina tem vários souks”. É em Essaouira que se encontram os mais bonitos objectos de madeira embutidos com arame ou fio de cobre.

Massa em 4×4 é para ser feito durante todo um dia. Começa pela travessia da planície de Souss, em Land Rover, passando pela barragem Youssef Ben Tachefi, e chegada a Massa.

Massa é uma vila berbere localizada na costa atlântica, atravessada pela reserva nacional protegida desde 1991 de Wadi Massa.

Ao longo da rota costeira, chega-se a Tifnit, vila de pescadores. Aqui foi, durante alguns anos, uma rota reservada para o Rally Paris-Dakar.

A animação nestes países do Magreb é sempre algo diferente. Por isso, há que fazer uma noite berbere. No complexo Ayour de Chemtem, a 26 km de Agadir, é oferecido um show de fantasia, com acrobatas, “comedores” de fogo e muito mais tudo no ambiente de uma autentica caverna de Ali Baba e os seus 40 ladrões.

Outros lugares a visitar: Jardim de Portugal e Museu Memorial, Museu de Talborjt “La Kasbah”, Museu Bert Flint, Museu de Artes Berberes, Museu Municipal de Agadir, o bairro de Le Sicilien Coco Polizzi, e o jardim de Olhão, em Talborjt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here