COMPARTILHE

“Renovar infraestruturas e adequá-las com conteúdos que permitam uma melhor comunicação”. Foi desta forma que Marta Guerreiro, Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo explicou o porquê de os Postos de Turismo das ilhas de São Jorge, Santa Maria e Graciosa terem sido intervencionados. “Este processo de renovação da rede integrada de informação turística, através de intervenções nas infraestruturas existentes, assume elevada importância por permitir uma nova abordagem, equipando estes Postos para a prestação de um melhor atendimento, a par do reforço de recursos humanos para esta rede”, acrescentou, referindo que está em curso um projecto de uniformização da imagem e comunicação do produto Açores.

Mas as acções de qualificação do destino não terminam por aqui. Como refere Marta Guerreiro, e dando São Jorge como exemplo, já foram e irão ser feitas “algumas intervenções no sentido de melhorar e garantir segurança aos pedestrianistas, designadamente através da construção de uma ponte pedonal na ribeira existente na Rota de São João – Vimes, assim como outras intervenções ao nível de reposição de degraus em alguns trilhos e noutros pontos de interesse turístico, como miradouros, de modo a assegurar a acessibilidade em melhores condições”.

Medidas que contribuem para o aumento do impacto do turismo nas ilhas. Em São Jorge, por exemplo, nos primeiros nove meses do ano verificou-se um “crescimento de 8,4% nas dormidas em todas as tipologias de alojamento”, a par do aumento dos proveitos de aposento na hotelaria tradicional de 5%, “o que, mesmo com uma redução de dormidas nesta tipologia de alojamento, permitiu aumentar o REVPAR (receita por quarto disponível) em 4%”. A estes valores acresce o facto de o mercado americano estar em pleno crescimento (34,6%), assim como o francês (31,5%) e de ter havido um aumento de quase .000 dormidas do mercado português, que, em termos relativos, representou mais 5,1%”.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here