COMPARTILHE

“COISAS” DO DIA DE HOJE

Hoje é segunda-feira, 05 de novembro, tricentésimo nono dia do ano.
Dia Mundial do Cinema, Dia do Cuidador e Dia Mundial de Sensibilização para o Risco de Tsunami.
Faltam 56 dias para o final de 2018.
Os nascidos nesta data pertencem ao signo Escorpião, destacando-se o historiador norte-americano Will Durant (1885), o escritor francês Philippe de Plessis-Mornay (1549), o “cowboy” de Hollywood Roy Rogers (1912) e as atrizes Vivian Leigh (1913), Elke Sommer (1941) e Tatum O’Neal (1963).

O QUE ACONTECEU NESTE DIA EM …

Nesta data, em 1605, era descoberta a Conspiração da Pólvora, de Guy Fawkes contra o Parlamento inglês. Em 1733, o editor John Peter Zenger, de origem alemã, lançava The New York Weekly Journal.
Em 1889, morria o poeta português Henrique O’Neil. Em 1912, o democrata Woodrow Wilson era eleito presidente dos EUA. Em 1930, era posta no ar a primeira emissão comercial de televisão, na América do Norte. Em 1940, Franklin Roosevelt era reeleito presidente dos EUA.

Em 1970, o Vaticano publicava o documento que reformava a Missa Católica Romana. Em 1987, Govan Mbeki, 77 anos, dirigente veterano do Congresso Nacional Africano (ANC) era libertado após 23 anos de prisão na África do Sul. Em 1988, na zona económica chinesa de Zuhai, era assinada a primeira “joint-venture” sino-portuguesa.
Em 1989, morria o pianista russo Vladimir Horowitz, 85 anos. Em 1990, a CEE rejeitava, em bloco, negociações com Bagdad sobre a questão dos reféns ocidentais no Iraque. Em 1991, o escritor José Cardoso Pires ganhava, pelo conjunto da sua obra, o Prémio Literário União Latina.

Em 1995, Eduard Chevardnaze vencia as eleições presidenciais na Georgia. Em 1996, Bill Clinton era reeleito presidente dos EUA. Em 1998, morria Fernando Brochado Coelho, 64 anos, advogado e fundador do PSD. Em 2001, a Assembleia da República aprovava a Lei da Programação Militar.
Em 2003, morria José Dias Bravo, 68 anos, antigo vice-Procurador-Geral da República e juiz conselheiro do Supremo Tribunal de Justiça.

Em 2004, o plano do comissário europeu António Vitorino para as políticas de imigração e de asilo era adotado pela União Europeia. E o Supremo Tribunal da Indonésia anulava a pena de prisão a que fora condenado o último governador de Timor-Leste Abílio Osório Soares.

Em 2005, morria John Fowles, 79 anos, escritor britânico, autor de “A Amante do Tenente Francês”. E o fotógrafo português Eduardo Gageiro recebia o primeiro prémio da Exposição Internacional de Fotografia Artística da China.

Em 2006, terminava em Montevideu a XVI Cimeira Ibero-Americana, com a aprovação de uma declaração final sobre migrações que criticava a decisão dos Estados Unidos de construir um muro na fronteira com o México. O antigo líder da Frente Sandinista de Libertação Nacional e ex-presidente Daniel Ortega era eleito, à primeira volta, presidente da Nicarágua, vencendo o candidato apoiado pelos Estados Unidos. O antigo presidente iraquiano Saddam Hussein era condenado à morte por enforcamento, por crimes contra a humanidade, pelo massacre de 148 aldeões xiitas de Doujail, em 1982. Terminava em Pequim a Cimeira do Fórum de Cooperação Sino-Africano com a aprovação de uma declaração final em que a China e 48 países africanos se comprometem a formar uma nova parceria estratégica com o objetivo de aprofundar os laços políticos e económicos entre os participantes.

Em 2007, uma colisão entre um autocarro e um ligeiro, na A-23, próximo de Vila Velha do Ródão, provocava dezasseis mortos e 21 feridos, cinco deles em estado grave; o autocarro transportava alunos da Universidade sénior de Castelo Branco. A Toshiba Europa atribuía ao projeto e.escolas.net, programa governamental para acesso a computadores e Internet de banda larga a preços reduzidos, o “Best European Project Award”, o primeiro prémio do género ganho por uma entidade portuguesa. O Supremo Tribunal Administrativo dava luz verde à coincineração na cimenteira de Souselas, em Coimbra, contrariando as decisões do Tribunal Central Administrativo do Norte e do Tribunal Administrativo e Fiscal de Coimbra. O escritor francês Gilles Leroy vencia a edição 2007 do prémio literário Goncourt, o mais importante das letras francesas, com o romance “Alabama Song”.

Em 2008, Barack Obama era eleito Presidente dos Estados Unidos com 52 por cento do voto popular, contra 46 por cento para o seu adversário republicano John McCain. Tornava-se assim no primeiro presidente negro dos EUA. O estado norte-americano da Califórnia anunciava a aprovação em referendo da interdição do casamento homossexual, apenas meses depois de uma iniciativa inicial de legalização. Morria a atriz Milú, que ficou popularizada no cinema como a Luisinha de “O Costa do Castelo”, em Cascais aos 82 anos na sequência de uma infeção respiratória. Morria o escritor norte-americano Michael Crichton, autor de mais de uma dezena de “best-sellers”, entre os quais “Parque Jurássico”, “Congo” e “O mundo perdido”, aos 66 anos em Los Angeles. Crichton, que vendeu mais de 150 milhões de exemplares das suas obras, sofria de cancro.

Em 2010, a atriz norte-americana Jill Clayburgh, protagonista de “La Luna”, de Bernardo Bertolucci, morria aos 66 anos, vítima de leucemia. A cantora de ópera americana Shirley Verrett morria aos 79 anos. Verrett ganhou fama nos palcos em papéis como Lady Macbeth, de “Macbeth”, de Verdi, que ela apresentou no Scala de Milão em 1975. Depois dessa atuação, a crítica da ópera italiana a batizou de “A Callas negra”.

Em 2011, o Benfica conquistava pela primeira vez na sua história a Taça Continental de hóquei em patins, ao beneficiar da falta de comparência dos espanhóis do Liceo da Corunha.

Em 2012, Elliott Carter, compositor norte-americano de música clássica e vencedor de dois prémios Pulitzer, morria, aos 103 anos, em Nova Iorque.

Em 2013, o escritor angolano Ondjaki, de 36 anos, com o romance “Os transparentes”, vencia o Prémio José Saramago 2013, no valor de 25.000 euros. Morria Luna Andermatt, primeira professora de dança da coreógrafa e bailarina Olga Roriz, em Lisboa, aos 87 anos.

Em 2014, Marcos Freitas tornava-se no primeiro jogador na história do ténis de mesa português a figurar no “top 10” da lista mensal da Federação Internacional, ao ser nono no mês de novembro. Morria Manitas de Plata, guitarrista cigano, aos 93 anos, em França.

Em 2015, Melissa Mathison, guionista do clássico do cinema da década de 1980 “E.T. – O Extraterrestre”, e que esteve casada durante 21 anos com o ator Harrison Ford, morria aos 65 anos, vítima de cancro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here